Tabela não ajuda recuperação do Cruzeiro; veja três coisas que o time terá de consertar

Crédito da foto: Washington Alves/Lightpress/Cruzeiro

O Cruzeiro vive fase de altos e baixos na atual edição do Campeonato Brasileiro, bem diferente do que ocorreu nos dois últimos anos, onde conquistou o bicampeonato. Dessa vez o time se modificou bastante, mudou de treinador e ainda busca o melhor jeito de atuar. A tabela que a Raposa terá nas próximas três rodadas não é muito animadora, tendo em vista que a equipe vem de dois tropeços inesperados nas duas últimas jornadas: derrotas para Chapecoense e Coritiba (ambos por 1 a 0).

LEIA MAIS
Sede do Cruzeiro é alvo de vandalismo após derrota para o Coritiba
Mercado da bola: Cruzeiro anuncia a contratação do atacante Marinho
Em nove rodadas, Cruzeiro é o ‘Robin Hood’ do Campeonato Brasileiro; entenda

Os comandados por Vanderlei Luxemburgo encaram o Grêmio nesta noite de quarta-feira (1º) na Arena gremista, depois recebem o Atlético-PR no Mineirão, sábado (4), e depois visitam no Maracanã o Fluminense, dia 8. Para se ter noção, os três adversários estão entre os seis primeiros colocados do Brasileirão e brigam por vaga no G-4. Mesmo assim o cruzeirense crê na recuperação do time em campo, e três resultados positivos devem colocar o Cruzeiro de volta às cabeças da classificação.

O Torcedores.com listou três coisas que Vanderlei Luxemburgo terá de consertar para melhorar o desempenho da Celeste no Nacional. Veja:

1) Precisa encontrar o meio-campo ideal

Luxemburgo ainda não conseguiu extrair o melhor do meio-campo cruzeirense. Os volantes Henrique e Willians (e às vezes Charles) têm atuações mais regulares e não comprometem, mas o problema fica na armação de jogadas. O uruguaio De Arrascaeta não se firmou no clube e vive um sobe e desce nas suas atuações, fazendo o torcedor ter saudades de Everton Ribeiro e Ricardo Goulart, que faziam melhor essa função e davam conta do recado. Alisson e Gabriel Xavier já tiveram suas chances e não aproveitaram muito bem, Júlio Baptista não conseguiu ser “o cara” para assumir a camisa 10. O treinador tem colocado o jovem Allano na função, atacante de origem, para tentar resolver este problema.

2) Melhorar o desempenho das finalizações certas

A Raposa é apenas o 13º time que mais finaliza certo neste Brasileiro, segundo o Footstats, com uma média de 3,8 por partida. A média do campeonato é de 4,3 finalizações no alvo. Nos tiros a gol errados o clube é o segundo colocado, com média de 8,2 por jogo, sendo que a média geral é de 7,1. Ou seja: o técnico dos azuis mineiros precisa orientar os meio-campistas e, principalmente, os atacantes para que finalizem melhor. Dos nove gols feitos no Nacional, Leandro Damião é o artilheiro cruzeirense no Brasileirão, com apenas dois anotados, muito pouco para nove rodadas. Os companheiros Willian e Marquinhos também estão com um desempenho fraquíssimo, só o segundo citado marcou um tento até o momento.

3) Levar menos cartões

O Cruzeiro é o quarto time que levou mais cartões amarelos no Campeonato Brasileiro, com 31 amarelados em nove jogos, média de 3,4 (0,6 acima da média do Brasileirão). Mesmo assim, foi só um expulso nesse período, média de 0,1, metade da geral, de 0,2. Luxemburgo terá de conversar com o elenco para que saibam marcar corretamente os adversários, fazer apenas faltas necessárias e que fujam de reclamações com a arbitragem. É acalmar os ânimos à flor da pele para que não percam o controle emocional, principalmente nesse momento de irregularidade dentro da competição.

Crédito da foto: Washington Alves/Lightpress/Cruzeiro

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @marciodonizete



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Foi repórter colaborador e hoje é líder da comunidade de colaboradores juniores, plenos e seniores no site Torcedores.com.