Técnico demitido da seleção mexicana pede desculpas por agressão a comentarista

Miguel Herrera

O técnico Miguel Herrera foi demitido na última terça-feira do comando da seleção mexicana mesmo com o título da Copa Ouro. O motivo foi uma agressão a um comentarista da TV Azteza, crítico ao seu trabalho. Nesta quarta, Herrera se desculpou.

“Quero pedir desculpas públicas aos torcedores, comissão técnica, jogadores e diretores, Federação Mexicana e meios de comunicação pela minha conduta no ‘penoso’ incidente que tive com um comentarista. Está claro que esta não é atitude de um treinador da seleção nacional do México, apesar de ter recebido todo tipo de críticas e ofensas”, disse o treinador ao site oficial da Federação.

Imagens captadas no aeroporto da Filadélfia mostraram o comentarista Christian Martinoli sendo agredido com um soco no pescoço por Herrera. A filha do treinador também deu um tapa no rosto do narrador Luis García, outro profissional da TV Azteca.

Herreta comandou a seleção mexicana entre o final de 2013 e julho de 2015 e levou o time às oitavas de final da Copa do Mundo de 2014.

Crédito da foto: Getty Images



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.