Time feminino de Ginástica Artística é definido para o Pan de Toronto

A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) definiu na última terça-feira (30) a Seleção Feminina de Ginástica Artística que disputará os Jogos Pan-Americanos de Toronto, que acontecem neste mês de junho. Daniele Hypolito, Flávia Saraiva, Julie Kim Sinmon, Letícia Costa, Lorrane Oliveira e Jade Barbosa, esta última, substituta da contundida Rebeca Andrade, que lesionou o ligamento cruzado anterior de seu joelho.

LEIA MAIS:
Com Arthur Zanetti, Brasil convoca delegação para Pan de Toronto

Segundo Georgette Vidor, um dos principais nomes da Ginástica Artística brasileira e que atualmente trabalha como coordenadora da Seleção Feminina, a lesão sofrida por Rebeca foi muito sentida pela equipe que irá ao Pan de Toronto, mas que as atletas se uniram e buscaram juntar forças para conseguir um bom resultado no torneio, um dos mais importantes do ano.

“É claro que é um momento difícil, ainda mais por estarmos tão perto do Pan, mas que a equipe está superando muito bem. As meninas querem mostrar que podem conquistar bons resultados de qualquer forma. Estamos indo para Toronto com uma equipe muito forte. São as melhores ginastas do Brasil. Temos feito treinamentos diários intensos para estarmos preparadas”, comentou Georgette.

“Qualquer uma que ficasse de fora neste momento faria falta, ainda mais a Rebeca que tem tido resultados tão bons, mas estou gostando muito do comportamento das meninas, que estão mostrando superação diante desse imprevisto. Temos que seguir em frente”, concluiu a coordenadora. Rebeca Andrade ficará afastada dos treinamentos pelos próximos seis meses.

O objetivo da equipe feminina de Ginástica Artística é superar o desempenho obtido no Pan de Guadalajara, disputado quatro anos atrás. Naquela oportunidade, o time brasileiro conquistou duas medalhas de bronze, ambas com Daniele Hypolito, no solo e na trave, respectivamente.

Foto: Ricardo Bufolin



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.