7 motivos para provar que a história do Vasco é a mais linda do Brasil

Fundado em 21 de agosto de 1898 sob a alcunha de Club de Regatas Vasco da Gama, o Gigante da Colina passou 117 anos de muitas glórias e vitórias que, como diz em seu hino, o transformaram em um verdadeiro campeão da terra e do mar. Tantos êxitos também só engrandecem uma história que, inegavelmente, é a mais linda do Brasil.

LEIA MAIS:
Jonás Gutiérrez é oferecido e pode ser reforço do Vasco

Motivos não faltam para o torcedor vascaíno afirma isso perante os seus rivais e, em mais um aniversário do Vasco da Gama, o Torcedores.com relembra 8 motivos que provam por quê a história do Cruzmaltino é a mais linda do Brasil:

  1. Racismo: O Vasco não foi o primeiro clube a aceitar jogadores negros no futebol brasileiro, porém, foi o primeiro a defendê-los publicamente, com a famosa Resposta Histórica que é, sem dúvidas, um marco na democratização do nosso futebol;
  2. São Januário: Inaugurado em 21 de abril de 1927, o estádio Vasco da Gama, mais conhecido como São Januário, é um símbolo da força da torcida vascaína que construiu com seus próprios recursos o maior estádio do Brasil até então;
  3. Sul-Americana de 1948: Com um time que formava a base da seleção brasileira e que ficou imortalizado pelo apelido de Expresso da Vitória, o Vasco foi o primeiro campeão invicto do torneio que hoje deu origem a Libertadores da América;
  4. Maracanã: Inaugurado em 1950, o Maracanã teve seu primeiro título de campeão carioca entregue ao Vasco da Gama, uma glória que jamais será apagada da história;
  5. Libertadores e Centenário: Muitos clubes almejam ter grandes conquistas em seu centenário, porém o Vasco é um dos poucos que nessa data especial conseguiu levar para a casa o principal troféu de sua história;
  6. A Virada do Século: Apelidado de o Time da Virada, o Vasco fez jus a esse nome no ano 2000, quando superou o Palmeiras por 4 a 3, após estar perdendo por 3 a 0, dentro do Parque Antártica e foi campeão da Copa Mercosul;
  7. Globo: Muitos torcedores reclamam da maneira como a Globo trata os times de seu coração, mas o Vasco foi um dos poucos a enfrentá-la de peito aberto na final da Copa João Havelange, contra o São Caetano, quando o time entrou em campo com o símbolo do SBT em sua blusa.

Foto: Umbro/Divulgação