Apresentado no Flamengo, Oswaldo de Oliveira garante: “sempre quis voltar”

Gilvan de Souza / Flamengo - Oswaldo de Oliveira

O Flamengo apresentou nesta quinta (20) o técnico Oswaldo de Oliveira como substituto de Cristóvão Borges, demitido após a derrota por 1 a 0 para o Vasco no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

LEIA MAIS:
Oswaldo de Oliveira é confirmado como novo técnico do Flamengo
Mercado da bola: Flamengo diz que só libera Guerrero por R$ 70 milhões
Derrota na Copa do Brasil confirma freguesia do Flamengo para o Vasco em 2015
Flamengo perde para o Vasco pela 3ª vez consecutiva e vira piada
Nas redes sociais, Cristóvão é vítima de ofensas racistas por torcedores do Flamengo
Flamengo não faz “dever de casa” e termina primeiro turno do Brasileiro longe dos líderes

“Sempre foi um desejo muito grande de voltar ao Flamengo para escrever finalmente uma história vitoriosa. Vejo o clube muito diferente do que encontrei há 12 anos. As instalações são muito funcionais, com uma condição de trabalho muito melhor”, disse ele, que comandou o rubro-negro em 2003, quando ficou por 18 jogos e foi demitido durante o Brasileirão. Na ocasião, o time brigava contra a queda para a Série B e ele foi substituído pelo irmão Waldemar Lemos, que era auxiliar técnico.

Um dos desafios de Oswaldo Oliveira é deixar o Flamengo mais próximos dos líderes do Brasileirão. Atualmente o time está em 13º lugar, com sete vitórias e dois empates em 19 jogos. “Não posso projetar nada nesse momento, ainda nem trabalhei com os jogadores. É um elenco qualificado, que se reforçou e pode ter uma ascensão pelos seus méritos, pelo que o grupo pode crescer em termos de evolução tática e buscar posição boa tanto no Campeonato Brasileiro quanto na Copa do Brasil”, garantiu o técnico, que também passou por Cruzeiro, Vitória, e times do Japão e do Qatar.

“O Guerrero é considerado o melhor atacante do futebol sul-americano, um jogador experiente, com muita qualidade dentro da área e que participa muito do jogo”, continuou ele, referindo-se ao camisa 9 e principal esperança de gols do Flamengo.

Oswaldo de Oliveira aproveitou para convocar a torcida rubro-negra na campanha rumo à parte de cima da tabela do Brasileirão. “Eu tive uma recepção muito boa, é fundamental que o rubro-negro apoie o trabalho, com uma participação contundente para nos ajudar a ter vitórias consecutivas porque o que vem de fora interfere no ânimo do jogador. Nós temos que vencer pois o que norteia o futebol são os resultados. O entorno é pesado e temos que conviver com isso”, completou ele, referindo-se à pressão que envolve o clima na Gávea.

Flamengo volta a campo no próximo domingo (23), contra o São Paulo no Maracanã, na abertura do segundo turno do Campeonato Brasileiro. Além disso, tem o jogo de volta na Copa do Brasil, marcado para .

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)