ATL-PR 0 x 0 SAN: 5 pontos para o santista lamentar

O Santos foi ao Paraná no sábado e voltou apenas com um ponto, após empatar com o Atlético-PR em 0 a 0. E a palavra “apenas” cabe pelos dois gols claros perdidos por Ricardo Oliveira, que poderiam ter dado os inéditos três pontos fora de casa ao clube na competição. Portanto, o que lamentar desse resultado que poderia ter sido melhor?

Leia mais: Gols de Ricardo Oliveira valem poucos pontos ao Santos
Santos chega a 10 jogos sem vencer fora de casa

Ricardo Oliveira: o centroavante é o artilheiro do Campeonato, tem créditos e sabe jogar bola, é indiscutível. O que é discutível é o fato de Ricardo sair sorrindo do jogo ao dar entrevista para a televisão, momentos após perder um pênalti e um gol sem goleiro a três metros da linha. Além disso, as estatísticas apontam que apenas quatro de seus dez gols valeram pontos ao time. Precisa ser mais decisivo?

Pênaltis: foi o terceiro (São Paulo, Vasco e Atlético-PR) jogo no qual Oliveira bateu um pênalti no canto direito do goleiro e perdeu. Não é hora de repensar a maneira com que cobra ou, ao menos, do técnico Dorival Jr pensar em trocar o cobrador? Gabriel já mostrou que sabe bater pênaltis.

Geuvânio: novamente o jogador foi mal fora de casa, muito longe de sua postura em jogos na Vila Belmiro.  Compensa com raça (foram quatro desarmes), mas ofensivamente não foi o criador e driblador que costuma ser na Vila Belmiro. É titular absoluto, mas Dorival precisa conversar com o atacante e entender essa mudança.

Paulo Ricardo: Acertou apenas 58% dos passes, Lucas Otávio, que era titular antes da entrada do “ex-zagueiro”, chegou a passar duas rodadas com 100% de acerto. Qual o sentido da insistência?

Falta de contra-ataques: o Santos gosta de jogar no contra-ataque, e costuma ser bom nesse estilo. Mas sábado não conseguiu criar um ataque sequer assim, mesmo tendo menos posse de bola (38%, de acordo com o WhoScored).

Foto: Ivan Storti/Santos FC



Jornalista esportivo.