Concursos buscam carregadores para a tocha olímpica; veja como participar

foto: Rio 2016/Divulgação
foto: Rio 2016/Divulgação

O banco Bradesco, a montadora Nissan e a empresa de refrigerante Coca-Cola, patrocinadores oficiais dos Jogos Olímpicos Rio 2016, estão com campanhas para inserir os brasileiros no revezamento da tocha olímpica. O diferencial entre as ações promocionais das três marcas está em suas respectivas regras de participação.

LEIA MAIS:
83 cidades brasileiras já estão na lista de eventos da Tocha Olímpica

Para conquistar uma vaga da tocha no Bradesco, o interessado precisa ter uma boa história de vida contada por algum conhecido. De acordo com a empresa, os requisitos analisados serão “a relação de transformação e ou interação do candidato com a sociedade onde vive; sua integração com os valores olímpicos de amizade, respeito e excelência”, entre outros. O regulamento completo pode ser acessado no site:

Já na Nissan, a inscrição ocorre de duas formas. Na primeira basta mandar um texto ou vídeo para o site Quem se atreve contando porque você é uma pessoa atrevida. E na segunda, ficar na torcida para chamar a atenção de pesquisadores/selecionadores (jornalista, fotógrafo, cinegrafista e produtor) que viajarão pelo Brasil, em um carro Nissan, claro, para “identificar, buscar e registrar as histórias de pessoas atrevidas, que poderão indicar outras também”.

Por fim, com o título Isso é Ouro, e com três etapas para inscrição, em menção ao pódio, o candidato a conduzir a tocha via Coca-Cola precisa mandar um texto, foto ou vídeo para Isso é ouro, mostrando que é ouro. Entre os itens do regulamento destaque para a interação, em que o candidato deve provar a felicidade vivida em atividades de entretenimento, com familiares e amigos. Os materiais serão analisados por uma banca julgadora, não divulgada pela empresa.

O revezamento da Tocha dos Jogos Olímpicos Rio 2016 irá ocorrer em 300 cidades do Brasil até o dia 5 de agosto de 2016, quando a pira olímpica será acesa no Maracanã. Importante lembrar que por uma regra do revezamento olímpico, crianças menores de 12 não podem participar.

Crédito da foto: Rio 2016/ Divulgação



Edilene Mendonça é jornalista diplomada pela UNISA (Universidade de Santo Amaro). Sua trajetória profissional inclui atuações em produtora de vídeo, tevê, campanha política, assessoria de imprensa, site infantil e esporte. Pós-graduada em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU).