Embalado, Coritiba mira série invicta para dar a volta por cima no Brasileirão

Foto: Divulgação / Site oficial Coritiba Foot Ball Club

Finalista do Campeonato Paranaense, o Coritiba perdeu o título para o Operário e teve um início ruim no Brasileirão, com apenas uma vitória em seis rodadas. O time se reabilitou e venceu os dois últimos jogos, contra Vasco e Palmeiras, e agora precisa manter o ritmo para deixar a zona de rebaixamento.

LEIA MAIS:
Valdir Barbosa é novo diretor de futebol do Coritiba
Figueirense troca técnico para retomar ciclo de vitórias no Brasileirão
Saiba o que o Joinville precisa fazer para ficar na Série A em 2016
Invicta há cinco jogos, Chapecoense está entre os 10 melhores do Brasil
Pior defesa do Brasileirão, Avaí busca reabilitação no segundo turno
Goiás x Chapecoense teve público menor que todos os jogos da quarta divisão inglesa

Nos primeiros dez jogos do Brasileirão o Coritiba conquistou apenas duas vitórias. Nem mesmo o treinador Marquinhos Santos resistiu. Ele saiu na sexta rodada e Ney Franco assumiu o comando do alviverde.

O desempenho do Coritiba até a 19ª rodada do Brasileirão é o pior nos últimos dez anos, quando o time foi duas vezes rebaixado para a Série B. O time paranaense tem 32% de aproveitamento, contra 46% em 2005 e 33% em 2009. O próprio Ney Franco era o técnico na última campanha ruim da equipe no campeonato.

O elenco sofre com alto número de lesões e tem uma série de jogadores experientes, tais como o goleiro Wilson (ex-Figueirense), o lateral esquerdo Juan (ex-Flamengo e São Paulo), os meio campistas Rosinei (ex-Corinthians e Internacional) e Lúcio Flávio (ex-Botafogo e São Paulo), e o atacante Kléber (ex-Palmeiras, Vasco e Grêmio). A equipe convive com um histórico de mudanças, sendo que o técnico não conseguiu repetir a mesma escalação durante um período de dez jogos.

Além da escassez de gols e vitórias, o Coritiba ainda aparece como o segundo time mais indisciplinado no Brasileirão, com 61 cartões amarelos. Lanterna do campeonato, o Vasco levou 62. Este é mais um fator que provoca mudanças no time devido à suspensão de jogadores após três advertências.

Caso o alviverde paranaense consiga reverter o cenário no returno, aumenta a chance de continuar na Série A. Para garantir isso, a campanha dentro de campo deve ser próxima dos times que lutam por vagas na Libertadores e uma sequência de resultados positivos pode retomar a confiança da equipe.

(Foto: Divulgação / Site oficial Coritiba Foot Ball Club)