Erros de arbitragem: em 2002, Santos é campeão e Palmeiras rebaixado

reproducao internet

Muito tem se falado sobre erros de arbitragem no Brasil, principalmente em 2015 após sucessivas polêmicas no Campeonato Brasileiro. Mas os equívocos dos homens do apito acontecem há muito tempo, inclusive “decidindo” o campeão e “rebaixando” uma equipe.

LEIA MAIS
10 coisas que os torcedores rivais invejam no Palmeiras, mas não assumem
Luxemburgo é derrubado por Dudu e tem suspeita de fratura; veja!
No Palmeiras, Barrios estreia como titular e comemora oportunidade
Palmeiras vence, mas não convence Marcelo Oliveira: “não gostei”

O ano era 2002. O campeonato em questão, o último Brasileirão antes dos pontos corridos, ainda com fase classificatória e mata-mata. A partida valia pela 15ª rodada, na Vila Belmiro. Santos e Palmeiras empataram por 1-1, num jogo em que o árbitro Anselmo da Costa não marcou um gol legítimo de falta do meia palmeirense Zinho. A bola bateu no travessão, dentro do gol, e saiu.

O campeonato seguiu, os oito primeiros se classificaram para o mata-mata e os quatro últimos foram rebaixados para a segunda divisão. O Santos, que viria a ser o campeão naquele ano, se classificou “na bacia das almas” em 8º lugar, com os mesmos 39 pontos do Cruzeiro, porém com um melhor saldo de gols. O Palmeiras, por sua vez, foi rebaixado com 27 pontos, uma a menos que o Paraná, primeiro fora da zona da degola.

A situação poderia ter sido bem diferente caso o árbitro tivesse validado o gol de Zinho. Com os três pontos da vitória, o Palmeiras somaria mais dois, chegaria a 29 pontos e não seria rebaixado. O Santos, por sua vez, sem o ponto conquistado neste empate, sequer se classificaria para o mata-mata, dando lugar ao Cruzeiro.

É claro que outros jogos aconteceram depois do fatídico jogo na Vila Belmiro. O Palmeiras poderia ter feito os pontos em outras oportunidades, mas não fez. E, quando fez, o árbitro errou. Um erro aparentemente bobo no momento, corriqueiro, mas que custou o primeiro rebaixamento da história do Palmeiras, além da oportunidade do Santos conquistar o título – que o fez por méritos na fase mata-mata.

Erros de arbitragem acontecem no futebol, mas a cada ano o esporte se torna mais profissional, dando cada vez menos margem à equívocos como esse de 2002. Os árbitros brasileiros não possuem o recurso da televisão e precisam tomar uma decisão em fração de segundos. Contudo, capacitação e treinamento são fundamentais para minimizar estes problemas.

Reveja os principais lances dessa partida e o famigerado gol anulado de Zinho.

Foto: Reprodução internet