Exclusivo: Ex-Portuguesa conta por que fugiu com colegas de clube em Rondônia

Neste domingo (17) um assunto polêmico envolvendo Rai, ex-Portuguesa e mais 9 colegas de clube a deixar Rondônia. Ameaças por parte da presidência do clube Vilhena, da série D do Campeonato Brasileiro teriam motivado a fuga. Rai e mais nove parceiros de clube, ameaçavam fazer greve por estarem com salários atrasados há mais de 4 meses.

Com o ocorrido, o Vilhena, desfalcado perdeu a final do campeonato Rondoniense e ficou com o vice-campeonato. Rai, na verdade chama-se Diego e o apelido é por causa do craque do São Paulo, PSG e seleção brasileira. O jogador contou detalhes do ocorrido em Rondônia para o Torcedores.com. “Realmente foram situações complicadas, mas graças a Deus estamos bem e cada um em suas casas!”, desabafou o atleta.

Apesar de não ter acumulado fortunas ao longo de sua carreira, Rai confessou que precisou contribuir com os 9 colegas de clube que estavam na mesma situação, porém não tinham sequer condições financeiras para deixarem o local

“Não tenho um poder aquisitivo excelente, tenho meu próprio negócio mas ainda não me dá a estabilidade financeira para sustentar a minha família! O doido da história é que alguns atletas não tinham a menor condição de ir embora, de tomar atitudes cabíveis para sair daquela situação! E o que mais pegou em mim, foi o fato de que muito se fala em grupo, de se doer pelo outro, mas na verdade em situações como essa não é tão simples assim como se diz, poucos se doem e dão a cara a tapa se solidarizando pelo próximo, que deixaram suas família e estavam em busca de seu sonho!” disse Rai que ainda informou que os atletas estão atualmente desempregados e em busca de algum clube. Enquanto isto fazem outras atividades para sobreviverem.

Rai negou qualquer possibilidade de retornarem ao clube “Hipótese de voltar para o clube foi unânime, ninguém se dispôs a isto. Foi até oferecido dinheiro para alguns de nós jogarem as finais, mas como estávamos todos juntos, não achamos certo uns receberem e outros não. Estamos todos sem vinculo com o clube, pois os contratos acabaram em 02/08. Agora estamos cobrando os meses de salários atrasados”. finalizou