Fluminense sobrevive após reformulação e termina turno no G-4

Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.

Único time carioca entre os dez melhores do Brasileirão, o Fluminense conseguiu terminar o primeiro turno entre os times na zona de classificação para Libertadores. Desde o término da parceria com a Unimed, o tricolor passou por reformulação no elenco, trocou técnico e até contratou Ronaldinho Gaúcho.

LEIA MAIS:
Cícero celebra retorno ao Fluminense em grande estilo e valoriza apoio da torcida
Focado no Fluminense, Marlon não pensa na Europa e se diz surpreso com a convocação
Mercado da bola: Fluminense oficializa proposta para ter destaque da Série B

Semifinalista do campeonato estadual, o Fluminense demitiu o treinador Ricardo Drubscky na segunda rodada do Brasileirão. O clube manteve o centroavante Fred e negociou atletas como os atacantes Walter e Kenedy. Em contrapartida, a transação envolvendo Ronaldinho Gaúcho teve um final feliz para o time das Laranjeiras.

O técnico Enderson Moreira ainda recebeu reforços como o atacantes Osvaldo, ex-São Paulo, e Wellington Paulista, ex-Cruzeiro, além dos retornos do meio-campista Cícero e do zagueiro Antônio Carlos.

Outros nomes que se destacaram durante a campanha no Campeonato Brasileiro são os meio-campistas Gustavo Scarpa e Vinícius, além da revelação Gerson. Principal destaque das categorias de base, o camisa 20 foi negociado com a Roma, mas só viaja para Europa em janeiro. Fred segue como artilheiro do Fluminense no Brasileirão, com seis gols marcados.

Com relação aos clássicos, o Fluminense mantém o equilíbrio, visto que perdeu para o lanterna Vasco da Gama por 2 a 1 e venceu o Flamengo por 3 a 2. O aproveitamento geral da equipe é de 58%. Em 11 jogos como mandante, o time perdeu apenas um, justamente no clássico contra o cruzmaltino. São 10 vitórias, seis derrotas e oito jogos sem tomar gols.

Um dos fatores que chama atenção no elenco do tricolor carioca é o alto número de cartões vermelhos – inclusive o zagueiro Gum, expulso por duas vezes até o momento. A defesa sofreu mais do que três gols apenas uma vez, no 4 a 1 contra o Atlético-MG, na segunda rodada.

(Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)