“Fonte externa” provocou estouro de pneu de Rosberg, diz Pirelli

O pneu estourado no carro de Nico Rosberg nos minutos finais do segundo treino livre para o Grande Prêmio da Bélgica de Fórmula 1, realizado na última sexta-feira (21), no circuito de Spa-Francorchamps, ocorreu por uma falha ocasionada por uma “fonte externa”. Quem diz isso é a Pirelli, fornecedora de pneus da categoria, que emitiu um comunicado na manhã deste sábado após a realização de uma série de estudos para saber o que ocasionou o problema.

LEIA MAIS:
Susto: Pneu de Rosberg estoura em treinos para o GP da Bélgica
Mais rápido do dia, Rosberg se assusta com pneu furado: “Pensei que acabaria no muro”

Rosberg vinha em uma volta rápida quando o pneu traseiro direito de sua Mercedes explodiu na curva Blanchimont, uma das mais velozes do rápido traçado localizado no interior belga. O alemão conseguiu controlar o carro e evitou um forte acidente. Estima-se que Nico estava acima dos 300 km/h no momento do acidente.

“Nós conduzimos uma investigação completa para buscar exatamente o que aconteceu com o pneu de Nico. Esta investigação agora excluiu qualquer problema com a integridade estrutural. Baseado nas informações e nos dados avaliados, a conclusão foi de danos a partir de uma fonte externa”, diz Paul Hembery, diretor-esportivo da Pirelli.

“Depois de uma investigação completa, que teve sequência durante a noite sobre o problema que afetou a Mercedes de Nico Rosberg ontem, essas são as conclusões: não há sinais de problema de integridade estrutural do pneu, nem em outros pneus usados pela Mercedes e tampouco de pneus usados em outros carros”, diz o comunicado da fornecedora de pneus.

A partir das 9h, pelo horário de Brasília, acontece a tomada de tempos para definição do grid de largada para o Grande Prêmio da Bélgica, que será disputado neste domingo, também às 9h.

Foto: reprodução/Twitter



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.