José Trajano compara Palmeiras a Eduardo Cunha

Wilson Dias/Agência Brasil

Chateado com a repercussão em torno da má arbitragem do Campeonato Brasileiro, o diretor de jornalismo do canal ESPN Brasil usou o momento político vivido no Brasil para desabafar, no programa Linha de Passe, desta segunda-feira (17).

LEIA MAIS: Em nota oficial, Palmeiras alfineta Flamengo e defende arbitragem
LEIA MAIS: No Palmeiras, Lucas critica Guerrero, jogo de manhã e polemiza sobre regra
LEIA MAIS: Flamengo emite nota repudiando a arbitragem

Além de se recusar a aprofundar no assunto arbitragem, ele criticou a falta de união entre os clubes.

“Na hora de falar que vão formar uma liga, tudo bem. Mas aí vem o Palmeiras e tenta inverter as coisas. Dizer ‘nós é que fomos prejudicados pela arbitragem’. Poxa, parece o Eduardo Cunha. Ao ser atacado, inverte o jogo”, disse Trajano, ao comparar o time alviverde ao presidente da Câmara, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

O jogo ao qual se referiu o jornalista foi a vitória palmeirense por 4 a 2 sobre o Flamengo, na manhã do domingo passado. Logo depois do desabafo, Trajano indicou qual deveria ter sido, na opinião dele, a postura do Palmeiras no episódio. “Deveria ter emitido uma nota dizendo que ‘nosso adversário foi prejudicado’, mas não mostrou poder de reação…”



Jornalista formado no UniCeub. Cobre esportes desde 2008: dos campeonatos amadores, evoluindo aos estaduais, chegando aos Nacionais até a Copa do Mundo de 2014. De 2010 a 2012 atuou como correspondente de esportes do Correio Braziliense, no Rio de Janeiro. Atualmente, editor do caderno Torcida, do Jornal de Brasília. Amante de um bom samba, futebol e cerveja.