Lateral brasileiro é alvo de racismo de torcedores da Lazio em vitória com gol de negro

Getty Images

O lateral esquerdo Wendell e ao alemão Jonathan Tah, ambos do Bayer Leverkusen, foram alvo de ofensas racistas por parte da torcida da Lazio durante o duelo entre as equipes pela fase preliminar da Liga dos Campeões. Ironicamente, a equipe italiana por 1 a 0, gol do atacante senegalês Baldé Keita, que é negro.

LEIA MAIS
Mercado da bola: Elano se despede do Santos para atuar no futebol indiano
Clube italiano prepara proposta de €40 milhões por Isco

Parte dos torcedores da Lazio, conhecida pela intolerância racial e ligações com o fascismo, ofendeu Wendel e Tah durante toda a partida e nem mesmo os avisos do locutor do estádio do perigo da paralisação da partida fizeram os insultos cessarem.

O senegalês – e negro – Baldé Keita entrou no intervalo no lugar do alemão Klose para marcar o único gol da partida, aos 32min da etapa final. Na comemoração, o jogador de 20 anos colocou as duas mãos nas orelhas. Seria um pedido para ouvir os gritos de apoio ou uma provocação aos racistas?

No jogo de volta, a Lazio joga pelo empate e pode perder por um gol de desvantagem, desde que marque, para avançar para a fase de grupos da competição de clubes.

Wendell foi negociado pelo Grêmio ao time alemão em fevereiro de 2014, mas se apresentou apenas no meio do ano. O Bayer pagou cerca de 6,5 milhões de euros.

Assista ao gol de Keitá.

Crédito da foto: Getty Images



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.