Leão que ruge alto: um surpreendente Sport no primeiro turno do Brasileirão

Foto: Twitter Oficial do Sport Clube do Recife/ Reprodução

Ao início do Brasileirão Série A, o Sport Clube do Recife era pouco cotado para estar na primeira metade da tabela, principalmente pelas derrotas na Copa do Nordeste e no Campeonato Pernambucano. Ao final de 19 rodadas, o clube pernambucano surpreendeu não somente pelos resultados, mas também pelo belo futebol e pela tática aplicada em campo. Confira a análise do Torcedores.com sobre o Leão pernambucano.

LEIA MAIS:

Presidente do Sport diz que entrará com processo contra árbitro do jogo contra o Corinthians

Comandados pelo técnico Eduardo Baptista, os jogadores rubro-negros fizeram bonito no primeiro turno do campeonato. Na 7ª posição com 31 pontos, foram 7 vitórias, 10 empates e apenas duas derrotas (para Atlético Mineiro e Corinthians), o clube recifense foi surpresa, e demonstrou um grande futebol, sempre visando aplicação tática, modernidade e compactação.

Além disto, obteve grandes exibições, como na vitória por 3 a 0 contra o Internacional, sendo um dos melhores mandantes do campeonato, seja na Ilha do Retiro ou na Arena Pernambuco. Com a sétima melhor média de público (20.028 pessoas por jogo), à frente de Fluminense, Internacional e Cruzeiro, o Sport fez de sua casa uma verdadeira fortaleza.

Destaques do time: Sem dúvida, de todos os jogadores que compõem o elenco rubro-negro, o lateral-esquerdo Renê e o volante Rithely são os que mais se destacam. Chegando até a receberem propostas para saírem do país, jogando na Europa ou na Ásia, a dupla conseguiu se ótima nos desarmes e na marcação.

No caso do volante Rithely, de 24 anos, o desarme tem sido a principal marca do camisa 21 do clube pernambucano. É o 7º no campeonato neste quesito, tendo um aproveitamento de 88.2%, em 18 jogos do Sport no Brasileirão. Já Renê, que tem 22 anos, é o segundo melhor desarmador do time, ficando atrás somente de Rithely. Com 89% de aproveitamento em 18 partidas, o lateral é o 12º no campeonato.

Além destes, Diego Souza e André lideram o time na artilharia com 6 gols cada, e se destacam quando o assunto é balançar as redes. No setor defensivo, após a lesão do ídolo Magrão, surgiu a estrela do jovem goleiro Danilo Fernandes, que praticou verdadeiros milagres ao longo do campeonato. Outra surpresa foi o zagueiro Matheus Ferraz, que se mostrou muito seguro no lado direito da zaga.

Quem decepcionou?: A lateral direita. Ocupado por Samuel Xavier, que está em sua primeira temporada no clube, o setor acabou sendo alvo das principais jogadas dos adversários, sempre aproveitando as subidas do jogador pernambucano. Uma melhor cobertura no setor, tendo a volta de Maikon Leite na ponta direita pode deixar Samuel Xavier um pouco menos sobrecarregado na marcação.

O que precisa ser melhorado no returno? Dentre as falhas da equipe no primeiro turno, a queda de produção após o intervalo foi a mais marcante delas. Uma equipe forte, veloz e bastante aplicada na primeira etapa, que acaba relaxando e sofrendo gols na segunda etapa. Um exemplo forte disto foi na partida contra o Corinthians, na 18ª rodada, quando após ter ido para os vestiários com o empate, o Sport tomou dois gols na volta, complicando a partida que terminaria 4 a 3.

O que precisa ser mantido?: A aplicação tática, e a ótima troca de passes do time. Nestes quesitos, o dedo do técnico Eduardo Baptista tem sido muito importante para conseguir os pontos que mantém o Sport na briga pelo G-4. Com os reforços após o estadual, o clube teve boas opções para o ataque com André e Hernane Brocador, e passou a marcar muitos gols. A rápida transição da defesa para o ataque, passando pelo meio com Diego Souza é um perigo para os adversários, e deve ser uma arma poderosa no returno.

TIME BASE DO PRIMEIRO TURNO

Time base do Sport na formação 4-2-3-1. Créditos: This11
Time base do Sport na formação 4-2-3-1. Créditos: This11

Jogos-chave no returno: Os confrontos diretos contra os que lutam por uma vaga na Libertadores devem ser mais uma prova de fogo para a equipe do Sport. Logo na 21ª rodada, os rubro-negros recebem o Flamengo na Arena Pernambuco. Na 25ª recebe o Fluminense, além dos jogos em casa contra Corinthians e Atlético Mineiro, na 37ª e na 31ª rodadas respectivamente.

Palpite: A quarta colocação não é algo distante para o Sport. Tendo um bom elenco e confrontos diretos jogados em casa, o clube pernambucano terá um começo de turno favorável, para depois ter os desafios mais difíceis na reta final.



Estudante de Jornalismo na UFPE, fã de esportes, apaixonado por futebol mas também rugby e futebol americano.