Locutor do Allianz Parque responde crítica de jornalistas

O palmeirense que vai ao Allianz Parque se sente em casa. E boa parte dessa sensação vem de um único torcedor.

LEIA MAIS:
Valdívia se desculpa e agradece o Palmeiras no adeus

Marcos Costi é o locutor do estádio. Ele fala as escalações, os gols e as substituições. A marca registrada de Costi é mostrar emoção ao falar o nome do jogador que marcou gol para o Verdão. Ele consegue emocionar o estádio inteiro.

Durante o jogo contra o Flamengo, o locutor oficial do Allianz Parque foi criticado por dois jornalistas. Carmona e Paulo Roberto Martins, da Rádio Transamérica, falaram no ar que Costi era “insandecido” e “doido”. Os jornalistas reforçaram que o torcedor deveria ser retirado da função oficial na arena.

Costi respondeu em seu perfil oficial no Facebook. “Fui cornetado pelo Camona e Paulo Roberto Martins, na Transamérica, segundo else, eu estava ensandecido e sou doido. Pediu inclusive para me tirarem de lá. Isso não me incomoda, pelo contrário, se um corintiano feito o Carmona se incomodou, significa que faço o meu papel de palmeirense. O Outro já tem o castigo de trabalhar ao lado do Neto diariamente…E sim, eu estava mesmo alucinado, e graças a Deus não preciso mascarar uma imparcialidade no futebol, sou e sempre serei Palmeiras!,” escreveu.

Muitos torcedores partiram em defesa do palmeirense. Ambos os jornalistas ainda não se manifestaram sobre as críticas. E Costi deverá continuar no controle do microfone oficial.



Thiago Gomes é Administrador de Empresas. Trabalha com estratégias digitais e consultoria de e-commerce. É palmeirense e um apreciador do futebol, tanto nacional quanto internacional. Escreve para site esportivo desde 1996.