Marco Polo del Nero terá quebra de sigilo bancário

Crédito da foto: Rafael Ribeiro / CBF

Nesta quinta feira (20), uma comissão do Senado aprovou um pedido de quebra de sigilo bancário do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. O mesmo pedido envolve Wagner Abrahão, empresário e parceiro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O pedido corresponde à prestação de contas que Del Nero teria de dar sobre o período de maio de 2007 à maio de 2015. Na investigação, é apontado a compra de uma cobertura na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, feita por Del Nero. A cobertura era do empresário Abrahão e foi vendida por 5,2 milhões de reais em 2015. Quem revelou as informações foi o jornal Folha de São Paulo que ainda informou que ambos fizeram o mesmo negócio em outra cobertura semelhante um ano antes por 1,6 milhões de reais.

Quem informou o início da sessão e o resultado que permitiu a abertura das contas de Del Nero foi Romário em suas redes sociais. Romário é o presidente da CPI do futebol.” Aprovado o requerimento que pede a quebra do sigilo bancário de Marco Polo del Nero”, informou Romário que ainda continuou “Quebramos também o sigilo bancário do empresário Wagner Abrahão, parceiro comercial da CBF há mais de 20 anos”.

Foto: Rafael Ribeiro / CBF