Médica do Chelsea fez sexo com jogadores, diz ex-namorado

Eva Carneiro, médica do Chelsea afastada recentemente dos jogos do clube pelo técnico José Mourinho, pode ter tido relações sexuais com alguns jogadores do time londrino, segundo revelou seu ex-namorado Rupert Patterson-Ward, ao jornal inglês The Sun.

LEIA MAIS:
Mauro Beting se esconde embaixo de mesa por causa de Renato Maurício Prado
Para Kaká, “Neymardependência” não é problema para o Brasil
Mourinho afasta médica gata do Chelsea, diz jornal

Rupert teve um relacionamento com Eva entre 2012 a 2013 e contou ao jornal que, durante o período em que estiveram juntos, era frequente sua até então namorada ser chamada a noite para atender algum atleta e voltar apenas no dia seguinte:

“Ás vezes, quando estávamos sentados no sofá assistindo televisão à noite, os jogadores a chamavam para cuidar de uma perna dolorida ou dores musculares. Ela saía as 9 ou 10 da noite e voltava na manhã do dia seguinte”, revelou Patterson.

Segundo o ex-namorado, Eva chegou a revelar para ele que já teve casos com jogadores do Chelsea:

“Eva estava obcecada com o sexo, fazíamos amor todos os dias. Um dia machuquei o ombro e ela me deitou sobre a cama e, piscando o olho, disse que iria me curar. Tivemos um sexo selvagem. E ela me disse que teve um caso com jogadores do Chelsea”, disse Rupert.

Eva foi afastada por José Mourinho após tomar uma atitude que o treinador considerou desnecessária. A médica fez um atendimento dentro de campo ao meia Harzard, o que irritou o treinador:

“Não fiquei satisfeito com a minha equipe médica, pois quando se é médico ou delegado no banco de reservas, precisa entender o jogo. Quando entra no campo para assistir a um jogo, precisa ter a certeza de que o jogador tem um problema sério. Tenho a certeza que o Eden não tem um problema sério. Levou uma pancada, estava com câimbra e estava muito cansado”,  disse o português, em entrevista à “Sky Sports”.

Crédito da foto: Getty Images