Mercado da bola: São Paulo faz planos para comprar Pato em dezembro, diz colunista

Foto: Getty Images

O São Paulo torce para que o rival Corinthians resista as investidas de clubes europeus e não negocie Alexandre Pato. De acordo com o colunista Jorge Nicola, do Diário de São Paulo, o presidente Carlos Miguel Aidar já tem uma engenharia financeira para adquirir em definitivo o atacante ao final do empréstimo, em dezembro.

LEIA MAIS:
Presidente do Corinthians reafirma desejo de vender Pato: “Continuo torcendo”
Especial Brasileirão: Análise dos 20 clubes no primeiro turno

“Agora, em agosto, não temos condição, mas, no fim do ano, a chance aumenta”, assegura um alto dirigente do São Paulo, pedindo anonimato. “Só que a gente vai depender muito da vontade do Pato em ficar aqui”, acrescenta.

A operação contaria com ajuda do mesmo investidor que emprestaria R$ 21,3 milhões para o Tricolor adquirir o zagueiro Dória no final do primeiro semestre. O negócio não deu certo devido a uma pedida de R$ 5 milhões a mais do Olympique de Marselha.

A ideia do Tricolor é oferecer ao Corinthians o mesmo valor que seria gasto com o jovem defensor. No entanto, hoje a quantia exigida é de R$ 38,8 milhões. O Timão teria direito a 60% da bolada. A equipe do Morumbi ainda teria que acordar com Pato pelos outros 40%, que seriam pagos em forma de luvas, ao longo dos cinco anos de contrato.

O jogador ainda teria de topar a redução salarial. Hoje, ele recebe R$ 800 mil reais. Cada rival paga metade do valor.

A hipótese de comprar Pato, no momento, foi descartada pela diretoria são paulina.

foto: Getty Images



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)