Nike, a marca famosa que custou apenas 35 dólares

A marca Nike dispensa apresentações e é uma das marcas mais valiosas do mundo ocupando, segundo estudo realizado pela Forbes em 2014, o 18º lugar no ranking das marcas e avaliada em 26,3 bilhões de dólares. Porém, poucas pessoas conhecem a história do logo da marca. O tão famoso swoosh, como é chamado, custou ao fundador da empresa 35 dólares.

Phil Knight, um ex-atleta, sentia na pele as deficiências do tênis de corrida da época e viu ali uma oportunidade de negócio. Knight idealizou um logo que representasse os pés em movimento de corrida e, exigente que era, procurou pessoalmente alguém que pudesse ajudá-lo no plano. Foi então que em 1971 encontrou Carolyn Davidson, uma estudante de design gráfico, mas que já possuia alguma fama na época pelo seu estilo único. Era exatamente isto que Knight procurava e encontrou, algo único e que lhe custou a inexpressiva quantia de 35 dólares. O nome Nike surgiu por sugestão de um ex rival de Knight nas pistas, Jeff Johnson, que diz ter sonhado com uma Deusa grega da vitória Niké (pronuncia niqué) . Certa vez em uma entrevista, a hoje senhora, Carolyn contou que na época cobrou 2 dólares por hora, e portanto, gastou 17,5 horas para terminar o projeto.

Outra passagem curiosa desta história veio acontecer doze anos mais tarde, quando Knight chamou Carolyn para homenageá-la em uma festa. A autora da marga famosa foi surpreendida não só com a homenagem, mas também pelo presente que recebeu. Carolyn recebeu uma jóia de em formado do logo que ela criou anos antes e também a generosa quantia de quinhentas ações da companhia Nike. Estima-se que nos dias de hoje as ações somem o valor de quase 1 milhão de dólares. Carolyn jamais vendeu qualquer parte das ações.

A senhora Carolyn Davidson diz que não é uma milionária, embora, através da fama que adquiriu, conseguiu um padrão de vida para viver com certo conforto. Hoje ela dedica boa parte do seu tempo em causa de caridade para trabalhos voluntários na Casa Ronald Macdonald.