Nilson é seleção? Torcida do Santos delira com gol de atacante folclórico

Quando a fase é boa, a torcida de qualquer time se empolga com quase tudo. Os santistas demonstraram isso no último sábado, durante a goleada sobre o Avaí, por 5 a 2, em Vila Belmiro, que afastou o time da zona de rebaixamento, aparecendo momentaneamente em 10° lugar.

É que, com o jogo praticamente definido, no meio da segunda etapa, Ricardo Oliveira deixou o campo para a entrada de Nilson, centroavante que chegou ao clube sem muitas explicações convincentes da diretoria: disputou o Paulista pelo São Bento, que não passou de fase, e fez apenas dois gols em todo o torneio.

Geralmente criticado quando é utilizado, desta vez Nilson teve todo o apoio da torcida, mesmo que pelo folclore: ao errar domínios e passes, era aplaudido aos gritos de “Vai, Nilsão”. Depois, ao marcar o quarto gol da equipe em seu primeiro e único chute ao gol em todo o jogo, ouviu a torcida ir mais além.

“Aõ aõ aõ, Nilson é seleção”, cantou a torcida presente nas arquibancadas da Vila. Nilson, porém, foi comedido na comemoração – evitou correr para a galera e nem sorriu, apenas sendo abraçado pelos companheiros.

Nilson foi revelado pelo Vasco no começo da década e, depois rodou por times pequenos como Bragantino, Boa Esporte e Icasa, além do São Bento, antes de chegar ao Santos. Dificilmente nos outros times ele ouviu a torcida cantando que merecia seleção, porém.

Foto: Ricardo Saibun/Santos FC



Jornalista esportivo.