Opinião: saída de Valdir Barbosa, neste momento, é um favor para o Cruzeiro

Valdir Barbosa, gerente de futebol do Cruzeiro/ Washington Alves / Light Press

O gerente de futebol, Valdir Barbosa, confirmou neste domingo (16) sua saída do Cruzeiro para assumir o cargo no Coritiba. O dirigente deixou claro que não tem problemas de relacionamento com o novo diretor de futebol, Isaias Tinoco, e que só está pensando em uma “mudança de ares”.

LEIA MAIS:
Mercado da bola: Cruzeiro analisa atacante do América-MG com 21 gols na temporada

“Há muito tempo tenho pensado em mudar de ares, você vai ficando uma figura muito marcada, conhecida, isso atrapalha. A vinda do Isaías (Tinoco, novo diretor de futebol) não tem nada a ver, já trabalhei com outros diretores, nem por isso eu pedi minha saída e nem provocou transtorno”, disse Valdir em entrevista coletiva.

Independente do que motivou sua saída do Cruzeiro, neste momento, o que Valdir Barbosa está fazendo para o clube é um grande favor. Sem Alexandre Mattos, ex diretor de futebol que atualmente está no Palmeiras, Barbosa é apenas um profissional comum e sem “força” na política e gestão da raposa.

O momento vivido pelo Cruzeiro é a prova mais real deste fato. Valdir Barbosa falhou em praticamente todas grandes contratações que tentou para a temporada, prometeu e por vários motivos, não cumpriu.

Para se recuperar, agora pensando em 2016, o clube pode pensar com mais calma, em um profissional mais qualificado para assumir o posto de gerente de futebol e fazer o que Barbosa não fez em 2015 e influenciou diretamente na fase da equipe em campo.

Apesar de tudo, vale lembrar que Valdir Barbosa faz parte de momentos importantes na história do clube, onde participou de três títulos da Copa do Brasil, uma Libertadores, três Brasileiros. Merece respeito por isso e um agradecimento especial pelo favor que faz ai deixar Cruzeiro neste momento. Enquanto ainda é “cedo” para a próxima temporada.

Foto: Divulgação/Cruzeiro