Opinião: Torcedor do Flamengo precisará de paciência com Oswaldo

Divulgação/Site oficial do Flamengo

O Flamengo apresentou hoje o técnico Oswaldo de Oliveira como seu terceiro comandante no Campeonato Brasileiro, após as demissões de Vanderlei Luxemburgo e Cristóvão Borges. O time vive uma crise com derrotas no Brasileirão e o revés diante do Vasco no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

LEIA MAIS
Apresentado no Flamengo, Oswaldo de Oliveira garante: “sempre quis voltar”

Oswaldo de Oliveira começou o Brasileirão no Palmeiras, onde estava desde dezembro do ano passado e pelo qual foi vice-campeão paulista ao perder para o Santos na Vila Belmiro, em maio. O início na competição nacional foi tão ruim, que o Verdão chegou a flertar com a zona do rebaixamento.

O torcedor flamenguista mostrou com Cristóvão que não está com a menor paciência diante de treinadores. Paciência é a palavra-chave para lidar com Oswaldo de Oliveira. Como torcedor do Palmeiras, sei o que falo. Nós não tivemos essa paciência e o trabalho dele foi água abaixo. Mas não foi culpa nossa.

Não dava para ter paciência com um treinador que achava evolução perder para o Goiás em casa por 1 a 0, já que no ano anterior o Palmeiras havia sido goleado pelo time esmeraldino por 6 a 0. Esse tipo de afirmação também minou as forças de Oswaldo no Allianz Parque.

Defendi sua saída porque sabia que Marcelo Oliveira toparia voltar a trabalhar com Alexandre Mattos em um elenco qualificado. Mas também porque Oswaldo não falava a mesma língua que a história e a tradição do Palmeiras, que não admite comodismos como esse após a derrota inaceitável dentro de casa.

Para o Flamengo, o cenário é diferente. Oswaldo tem condições de consertar os problemas das gestões de Luxemburgo e Cristóvão, mas não é nenhum milagreiro. Aposto até que se classificará na Copa do Brasil contra o Vasco, mas o torcedor precisará de paciência.

Foto: Divulgação/Site oficial do Flamengo



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.