Os 7 fatores que demonstram que o Corinthians um fez péssimo negócio ao contratar Vágner Love

Daniel Augusto Jr Agência Corinthians

Assim como em investimentos financeiros, os ganhos e a rentabilidade passados não garantem rendimentos futuros, e o Corinthians tem sentido na pele essa afirmação em relação à Vágner Love.

LEIA MAIS:
Santos bate Corinthians por 2 a 0 na Vila e abre boa vantagem; assista aos gols
Com suspeita de ruptura no ligamento do joelho, Luciano pode voltar só em 2016
Renato Augusto lamenta derrota para o Santos na Copa do Brasil: “grande vantagem deles”

Acreditando que o atacante que jogou bem, há muito tempo, pelo arquirrival Palmeiras, pela série B, e até pelo Flamengo, iria conseguir ser o homem de referência, o matador, o artilheiro que iria substituir a altura o atacante peruano Guerrero, Mário Gobbi, no final de seu mandato como presidente do Corinthians, trouxe o centroavante que estava no longínquo e ainda bem pouco relevante futebol chinês.

Até agora o pesado investimento não deu nenhum lucro ao Corinthians e muito menos alegrias aos corintianos. O Corinthians não pagou pelo passe do jogador, mas seu salário é bem alto (R$ 500 mil) e o contrato é até o final de 2016.

  1. Em 31 jogos que atuou fez somente 5 gols;
  2. Não consegue se entrosar;
  3. Tem grande dificuldade em driblar;
  4. O domínio de bola é horroroso;
  5. Erra passes fáceis;
  6. É facilmente marcado;
  7. Quando está na cara do gol, chuta fraco, pra fora ou em cima do goleiro;

Enfim, faz a diferença em favor do adversário, e agora sem Luciano contundido como ficará a situação do Timão?

Foto: Divulgação/Corinthians



Narrador e comentarista esportivo, sou apaixonado por esportes e comunicação!