Opinião: Por que ainda acreditar no favoritismo do Atlético-MG

Crédito da foto: Bruno Cantini/CAM

O atual momento do Atlético-MG não é dos melhores, são três jogos sem vitorias, sendo dois jogos fora de casa e um jogo contra o embalado Grêmio dentro de casa, para qualquer time isso seria quase que normal, mas não para o Atlético-MG.

Analisando as derrotas, alguns fatores prejudicaram, contra o Goiás, o desfalque de um centroavante custou o empate. Esse mesmo Goiás tirou pontos dos nossos concorrentes e venceu o São Paulo por três a zero fora de casa.

Contra o bem montado Grêmio, a falta do Giovanni Augusto, jogador de boa movimentação e excelente passe, facilitou o contra ataque do Grêmio e prejudicou nossa posse de bola. Entrou Guilherme, que não está com ritmo de Jogo, e com isso a chance de o time perder a bola sem falta e gerar o contra ataque para o adversário aumenta.

Sobre a Chapecoense, esse sim deixo na conta da má qualidade do arbitro, mas meu foco é falar sobre tática. O galo jogou com um menos e mesmo assim manteve a posse de bola, até tirar o Luan e colocar o Josué, tirando o ponta e colocando o volante, você perde o volume de ataque e a posse de bola, e dar ao seu adversário a oportunidade de ficar com a bola e fazer o gol, como aconteceu. Na minha opinião, era só colocar o Thiago Ribeiro no lugar do cansado Luan.

O Atlético Mineiro deixou nesta rodada de ser o melhor visitante, mas ainda está próximo do Corinthians. Analisando taticamente como é mostrado na imagem a baixo, o Atlético joga com as linhas próximas e avançadas, isso faz com que a posse de bola mantenha no seu domínio e a chance de chegar ao gol é maior.

Diferente do Atual líder, que mesmo jogando em casa, joga com a linha defensiva recuada e no contra ataque. O modo do Corinthians pode gerar algumas vitorias, mas vai depender do erro do adversário, que pode não acontecer e do entrosamento do seu time, pois com time entrosado a chance de aproveitar o erro é maior, porem o Corinthians corre o risco de perder alguns jogadores, e se isso acontecer piora seu entrosamento.

Acredito que se o Atlético continuar com seu foco em ter a posse de bola e buscar o gol sendo em sua casa ou não, o favoritismo ainda será dele, o que não pode continuar são as más substituições do Levir, que está tirando a posse de bola e dando ao adversário, e para um time que joga em linha, isso sempre será um risco.



Apaixonado por Futebol, principalmente pelo Galo