Mesmo não sendo a sua, Rafael Carioca se consolida como ‘cão de guarda’ do Atlético-MG

Crédito da foto: Bruno Cantini/CAM

Um dos trunfos da notável campanha do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro até agora (líder com 35 pontos) é o desempenho do meio-campo do time, que sabe organizar o ataque e dá qualidade no toque de bola. Mais do que isso, a equipe também sabe se portar sem a redonda no pé, com uma marcação eficiente. Nesse quesito, o volante Rafael Carioca é o destaque, e não é por acaso que é um “cão de guarda” atleticano, mesmo sendo fora de sua característica principal: o apoio.

LEIA MAIS
Após ‘hat-trick’, Lucas Pratto vira xodó dos torcedores do Atlético-MG na web; veja
Lucas Pratto, do Atlético-MG, tem melhor média de gols que três atacantes da seleção brasileira

Opinião: Victor já pode ser considerado um dos maiores ídolos da história do Atlético-MG

No Brasileirão, o camisa 5 é o quinto jogador que mais desarma certo na competição, ao lado de Edson, do Fluminense e Anselmo Moraes, do Joinville, segundo dados do Footstats. Já foram 53 roubadas de bola no Nacional em 15 rodadas. Ele só perde para Leandro Silva, do Figueirense (63); Otávio, do Atlético-PR (60); Gabriel, do Palmeiras (56) e Rithely, do Sport (55). Ou seja, para passar por Carioca, precisa estar em um dia inspirado.

Mas as qualidades de Rafael Carioca vão além dos desarmes. Aliás, a principal função do atleta alvinegro é na eficiência nos toques para os parceiros. Ele é o que mais acerta passes no Brasileiro. Por 858 vezes a bola chegou no pé de um companheiro do Galo em campo. E lidera esse quesito com folga, com mais de 120 passes à frente de Fernando Bob, da Ponte Preta, vice-líder nessa estatística.

Crédito da foto: Bruno Cantini/CAM

* Curtiu esta matéria? Siga o autor no Twitter: @marciodonizete



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.