Relembre as últimas vitórias de Bethe Correia no UFC

Reprodução/Facebook

Desafiante ao cinturão do peso galo (61kg) feminino do UFC, a brasileira Bethe Correia não sabe o que é perder no MMA profissional. Em nove combates, a paraibana venceu todos, sendo sete por decisão dos jurados e dois por nocaute.

No UFC, “Pitbull”, de 32 anos, tem três vitórias em três lutas. E não foi necessariamente o desempenho da lutadora em cima do octógono que a credenciou à disputa do cinturão – ela é a apenas a número 5 do ranking do peso galo feminino do UFC. Acontece que, dos três triunfos de Bethe na maior organização de MMA mundial, os dois últimos foram em cima de amigas da campeã Ronda Rousey. Começou aí a longa série de provocações entre as duas.

Bethe estreou no UFC em dezembro de 2013. Em Brisbane, na Austrália, Bethe venceu Julie Kedze por decisão dividida. A vitória fez com que a brasileira encarasse no próximo duelo a americana Jessamyn Duke no UFC 172, em abril de 2014. E Bethe se deu bem: venceu por decisão unânime. Na comemoração, já lançou uma provocação para Ronda: mostrou quatro dedos na mão e baixou um deles.

A explicação é a seguinte: Ronda e Jessamyn Duke integram um grupo conhecido como “As quatro amazonas”. Além da dupla, Shayna Baszler (também do UFC) e Marina Shafir (que compete no Invicta FC) fazem parte do grupo, que treina junto nos Estados Unidos. Como o UFC adora polêmicas, o próximo desafio de Bethe foi justamente Shayna Baszler.

No UFC 177, em abril do ano passado, a brasileira venceu a americana por nocaute técnico no segundo round. Novas provocações à Ronda vieram na sequência.

Desde então, as duas se provocam e trocam farpas sempre que podem. Na madrugada deste sábado (1) para domingo (2), medem forças no octógono do UFC 190, no Rio, pelo cinturão da categoria.

Crédito da foto: Reprodução/Facebook



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.