Relembre o que levou Anderson Silva a ser suspenso no UFC

Getty Images

Ex-campeão dos pesos médios (84kg) e um dos maiores lutadores da história do UFC e das artes marciais mistas, Anderson Silva não poderá lutar até 1º de fevereiro de 2016. O motivo: uso de substâncias proibidas antes e depois da luta contra o americano Nick Diaz, no UFC 183, dia 31 de janeiro.

LEIA MAIS:
Enquete: A punição de Anderson Silva foi justa?

 

Muito se falou sobre a defesa de Anderson Silva e dos motivos que o levaram à punição. O ex-campeão, além do período suspenso, perdeu dinheiro. Foi mais de R$ 1,5 milhão em multa, perda de porcentagem de bolsa e bônus retidos. Mau negócio.

Ainda mais quando a justificativa usada foi o uso de um remédio para melhorar o desempenho sexual que estaria contamido – Anderson Silva, a contragosto, admitiu o uso do medicamento, que teria sido trazido por um amigo, da Tailândia.

Contudo, apesar de já ter 40 anos. Anderson Silva deve voltar a lutar no próximo ano.

Leia mais sobre o doping de Anderson Silva:

Até breve. Por que Anderson Silva deve sumir e qual é seu futuro no UFC
Sonnen deixa no ar vontade de trilogia com Spider: “#MaisUmaVez”
Diretor do UFC no Brasil vê Spider “triste”, mas “aliviado” com julgamento
Diretor da NAC: “Anderson teve sorte ao pegar suspensão só de um ano”

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.