Rogério Ceni disputa seus últimos clássicos da carreira. Neste domingo irá encarar o Corinthians

Foto do perfil original do atleta nas redes sociais

 

Esse final de semana tem majestoso, um dos clássicos mais tradicionais do futebol brasileiro que ganhou mais força a partir de 1997, quando o Corinthians foi campeão em cima do São Paulo dentro de um Morumbi lotado

De lá para cá muita coisa aconteceu, teve goleada, técnicos demitidos, crise de ambos os lados. Mas para esse final de semana, teremos o penúltimo majestoso de Rogério Ceni, que se aposenta no final da temporada. A crise financeira abalou os dois clubes que tiveram que vender muitos de seus jogadores para pagar seus atrasos, Alexandre Pato não poderá entrar em campo, já que pertence ao Corinthians, Jadson que já vestiu a camisa tricolor alfinetou o ex clube essa semana, ingredientes não irão faltar.Mas antes vamos relembrar alguns jogos que fizeram história e deixaram os torcedores de São Paulo e Corinthians de cabelo em pé.

O início de um tabu, o Tricolor nada pode fazer a não ser observar

O ano era 1989, o campeonato era o Brasileiro. Naquele ano o Tricolor tinha um time forte com Gilmar, Ricardo Rocha, Nelsinho e Raí, levaram o time preto branco e vermelho ao vice campeonato, do lado alvinegro,  João Paulo, Viola e Neto defendiam os mosqueteiros. O Timão derrotou o adversário dentro de casa e de quebra assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro. O placar foi de 2 a 1, Com gols de Neto e João Paulo Paulo pelos lados do Corinthians e Bobô descontou pelo time do Morumbi que ainda teve Nelsinho expulso.

Confira o massacre corintiano:

O fim da amargura, nasce uma lenda do futebol

Foram sete jogos sem uma vitória do time tricolor e quando ela veio foi em grande estilo. O jogo valia o título do Campeonato Paulista de 1991, e o meio campo Raí deu um verdadeiro presente deu um verdadeiro presente para a torcida são paulina.

Reveja os gols do primeiro jogo da final do estadual daquele ano:

 

Viajou, vestiu a camisa, colocou a chuteira e… Simplesmente arrasou

Damos um pulo que o avanço da tecnologia nos permite, chegamos ao ano de 1998. São Paulo e Corinthians disputam a final do Campeonato Paulista. O tricolor paulista contava com Rogério Ceni, Raí (que tinha acabado de desembarcar da França), e o atacante França, os alvinegros contavam com Marcelinho Carioca, Rincón, Gamarra, Vampeta (autor do apelido “Bambi” e um dos personagens principais dessa briga acirrada entre os dois times) e o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Mas o time tricolor contava com um Raí fora de série, ele simplesmente viajou de Paris a São Paulo e horas depois de ter chego a capital paulista, vestiu o uniforme e assumiu a vaga de titular. Ali, naquele momento, a torcida tricolor voltou acreditar na vitória e assim se fez.

Relembre o que o camisa 10 fez com o jogo:

A muralha alvinegra cala o Morumbi, Deus Dida !

Não demorou para o Timão dar o troco, veio no campeonato Brasileiro de 1999. Dessa vez o duelo foi além de Corinthians e São Paulo. Os personagens principais foram Raí e Dida. E o goleiro baiano foi simplesmente fundamental na vitória por 3 a 2  defendendo nada menos que dois pênaltis cobrados pelo meio campo do time adversário. Mais uma vez o time do Parque São Jorge calou o Morumbi e só o que se ouvia eram os brados da torcida visitante.

Aperte o play e reveja os penais defendidos pelo milagreiro baiano:

 

Ronaldo é craque, ídolo, fenômeno. Ronaldo é mais um para o bando de loucos.

Esse gol também ficou para a história do clássico paulista. Depois de muitas provocações , muitas críticas em relação ao peso do atacante corintiano, foi o dia de calar os críticos. Ronaldo participou do jogo, deu opção de passe e marcou um golaço com a sua tradicional arrancada.

O zagueiro Rodrigo jamais esquecerá desse dia:

Majestoso é mais que um clássico, é história, é Rogério Ceni

Esse jogo com certeza foi o principal para a torcida tricolor. Para Rogério Ceni especialmente, que marcou o seu 100º gol na carreira. Não valia título, mas o gol em cima do principal adversário foi muito comemorado pelo time e pela torcida.

E ai esta esperando o que, reveja o gol:

Reprocução: You Tube



Sou jornalista formado na FIAM (FACULDADES INTEGRADAS ALCÂNTARA MACHADO), trabalho na redação de esporte da Tv Bandeirantes, repórter do Torcedores.com, apaixonado por esportes, com destaque em futebol, automobilismo e lutas.