Ronda Rousey dá “fora” em candidato à presidência dos EUA

Reprodução/Instagram

Que Ronda Rousey, campeã do peso galo feminino (61kg) do UFC, é uma celebridade, não dá para negar. Além de ser, hoje, o rosto mais conhecido da organização, a norte-americana tem estrelado filmes, campanhas publicitárias e concedido entrevistas. Mas ela se recusa a ser “cabo eleitoral”.

LEIA MAIS:
Ex-campeão do UFC sobre Ronda: “Parece um homem contra as mulheres”

 

Empresário e apresentador de TV, Donald Trump quer o apoio de celebridades para ser indicado como candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano. E ele afirmou que Ronda Rousey estaria entre seus apoiadores, em entrevista à CNN.

“Algumas delas são muito boas. Eu vou dizer um exemplo: Ronda Rousey, que gosta de mim. Eu teria ela ao meu lado como uma lutadora”, falou Trump, ao ser questionado sobre a participação de mulheres no exército.

Mas, também à CNN, Ronda deu o troco: “Não votaria nele. Eu não vou especificar muito, mas eu não quero uma estrela de TV como candidato à presidência do meu país. Não acredito nele.”



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.