Sem calote! Flamengo avisa que só libera Cáceres quando Al Rayyan pagar

Getty Images

O volante Cáceres treinou junto com o elenco do Flamengo na última segunda-feira no Ninho do Urubu, mas o paraguaio não será relacionado pelo técnico Cristóvão Borges para os jogos contra o Vasco, pela Copa do Brasil, e São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. O jogador de 30 anos está praticamente acertado com o Al Rayyan, do Catar, inclusive tendo feito exames médicos em Doha na semana passada. Entretanto a diretoria rubro-negra ainda não o liberou enquanto o clube árabe pagar o valor da transferência, mantido em sigilo, segundo reportagem do GloboEsporte.com.

LEIA TAMBÉM:
Ederson avisa que o Flamengo fará de tudo para ganhar do Vasco
Flamengo não faz “dever de casa” e termina primeiro turno do Brasileiro longe dos líderes
Confira 7 jogos em que o Flamengo foi prejudicado pela arbitragem nesse Brasileirão

A atitude da cúpula do Flamengo acontece para evitar más experiências no passado, como o caso do atacante Hernane “Brocador”. No ano passado, o Al Nassr, da Arábia Saudita, contratou o jogador, porém até hoje não pagou os cariocas pela negociação. O processo ocorre na Fifa.

Por isso enquanto o dinheiro não for depositado, o Flamengo não dá sinal verde para o desfecho da transferência. “A situação do Cáceres só se deu por um pedido dele. Houve uma proposta importante para ele, o Flamengo considerou a saída e fez uma solicitação de valor (ao Al Rayyan). O Cáceres fez o que tinha de fazer, foi submetido a exames, mas só sai no dia que os caras pagarem. O Flamengo já tem um histórico de maus pagadores e enquanto isso ele fica”, disse Rodrigo Caetano, diretor executivo do Rubro-Negro.

Mas a expectativa de ambas as partes é que o pagamento seja confirmado ainda nessa semana, o que definiria a rescisão de Cáceres com o Flamengo. O paraguaio recebeu proposta de três anos de contrato. Seu atual vínculo com o Flamengo expira em 10 de julho de 2016.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto da capa: Getty Images



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.