Torcedores protocolam pedido no TSE e Corinthians pode ter um partido político

Corinthians

Um novo partido está prestes a se tornar realidade no Brasil, e tem a ver com o Corinthians. Trata-se do PNC (Partido Nacional Corinthiano). O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu um pedido de registro na tarde desta quarta-feira e o documento já foi protocolado.

No entanto, para o documento ser aceito ele precisará passar por uma equipe técnica, onde será analisado e repassado a um responsável, para ver se o pedido está cumprindo as exigências do TSE.

Como um dos times de maior torcida no Brasil, os adeptos do Corinthians resolveram criar o novo grupo, que segundo o presidente do partido, Juan Moreno, acredita que incluir o futebol na política aumentará o interesse da população.

A manifestação de apoio à legitimação do Partido Nacional Corinthiano perante o Tribunal Superior Eleitoral é um direito não apenas do torcedor corinthiano. Queremos despertar o interesse real do brasileiro pela política. Isso hoje não existe e o futebol é uma ferramenta importante para reverter isso”.

O partido também afirma que não se enquadra em uma definição de centro, esquerda ou direita, porque não segue algumas ideologias.

“O Partido Nacional Corinthiano não se encaixa em uma definição prévia de partido de centro, de direita ou de esquerda, pois não segue os “ismos” de ideologias que não deram certo ao longo da nossa República, como o socialismo, o neoliberalismo, o comunismo, o evangelismo, etc”. 

O processo de criação do partido se deu em há pouco mais de um ano. “O Partido Nacional Corinthiano — PNC (Partido Político em formação) está registrado perante o 2º Ofício de Registro Civil de Brasília, desde agosto de 2014 e inscrito no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas sob nº 21.162.377/0001-17″. 

Foto: Reprodução/Site PNC



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.