UFC, o início de uma franquia de sucesso

UFC/Divulgação/Wander Roberto

O Ultimate Fighting Championship, conhecido como UFC, é a franquia mais bem sucedida do mundo da luta. Ela é almejada por todos os lutadores de artes marciais mistas. A marca é dirigida por Dana White e tem sua sede em Las Vegas, nos Estados Unidos. O UFC conta com 527 lutadores das mais diversas nacionalidades, divididos em oito categorias masculinas e uma feminina.

Tudo começou com um torneio intitulado “War of the Worlds” (Guerra dos Mundos), em 1993. Organizado pelo empresário Art Davie, cuja inspiração veio de vídeos produzidos pela família Gracie no Brasil. A competição foi composta com oito lutadores, dos mais variados estilos de luta e no formato mata-mata. Diferente de hoje, a primeira edição não contava com categoria por peso. A ideia do torneio era determinar a melhor arte marcial.

Juntamente com vinte e oito investidores entre eles Rorion Gracie co-fundador da franquia, Davie iniciou a WOW Promotions, que em parceria com a SEG, até então pioneira no pay-per-view, para televisionar o que seria a primeira edição do UFC. A emissora então contratou o diretor de arte de vídeos e filmes Jason Cusson, responsável pela criação do Octógono.

O evento aconteceu em Denver, nos Estados Unidos, com uma premiação de 50.000 mil dólares. Com formato em Round único e sem limite de tempo as lutas só poderiam ser encerradas por submissão ou nocaute. Apesar de não possuir muitas regras, não era permitido acertar com o dedo o olho do adversário nem golpes na região genital.O torneio terminou com a vitória de Rorion Gracie, faixa preta de Jiu-jitsu e irmão mais novo de Rorion, venceu suas três lutas por finalização. Com direito a transmissão ao vivo, a franquia registrou 86.592 compras no pay-per-view e um público de 2.800 pessoas na primeira edição.

Ascensão

Um dos grandes responsáveis pela ascensão do esporte foi o promotor de boxe Dana White que em 2001, juntamente com Frank e Lorenzo Fertitta, compraram a franquia por dois milhões de dólares, na época a franquia se encontrava à beira da falência. O evento é rebatizado para UFC, marca que ganhou o mundo.

O Ultimate com o decorrer dos anos foi se expandindo. Emissoras adquirirão os direitos de transmissão das lutas. Estima-se que atualmente o valor de mercado do UFC está em torno de um bilhão de dólares.

Crédito da foto: UFC/Divulgação/Wander Roberto