Bandeira de jogo do Corinthians assume que prejudicou o Brasileirão

Reprodução

O árbitro-assistente Fábio Pereira assumiu o erro cometido ao anular o que seria o gol de empate do Fluminense no jogo do Corinthians contra o time carioca, na última quarta-feira (2), na Arena Corinthians, em São Paulo. Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o bandeirinha disse que prejudicou o Brasileirão com seu erro.

LEIA MAIS
Brasileirão: confira a classificação e as chances do seu time

“Prejudiquei o jogo e a competição. Foi um erro duro, o grande erro da minha carreira”, disse Pereira, que acabou afastado pela CBF após apontar impedimento no lance em que Cícero, aos 10 minutos do segundo tempo, balançou as redes para o Fluminense. O jogo estava 1 a 0 para o Corinthians, que ainda fez mais um gol posteriormente e venceu por 2 a 0.

“O jogo estava 1 a 0. Se o gol tivesse sido dado, poderia ser muito diferente. Foi com certeza uma coisa que influenciou no placar”, reconheceu o assistente, que afirmou ter cometido um erro muito grande.

“Não foi um erro aceitável. O lance não era complexo. Não era uma questão de interpretação. A comissão e a CBF estão certas e agora eu tenho de voltar para o treinamento, me aperfeiçoar”, disse Pereira.

Questionado sobre as acusações de uma conspiração para beneficiar o Corinthians no Brasileirão, o bandeirinha refutou e disse que apenas cometeu um erro durante uma partida.

“É uma loucura dizer que tem complô. Isso não existe. A gente não conseguiu ser perfeito, só isso. Quase tudo deu certo”, afirmou.

“Lamento pelos profissionais que prejudiquei, pelos jogadores, pela diretoria. Eu me sinto culpado”, voltou a lamentar Pereira, que tentou descrever sua situação atual após a polêmica.

“Sinto como um jogador que perde um gol na cara ou um goleiro que toma um gol fácil de pegar. Mas vou voltar ao treinamento e logo ficarei à disposição de novo para ser chamado”, concluiu.

Foto: Reprodução/SporTV



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.