Ídolo do Fluminense pede saída de técnico e ameaça presidente

FOTO NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.

Quatro vezes campeão carioca e campeão do mundo com a seleção brasileira na década de 70, o ex-jogador Gérson se revoltou com a situação do Fluminense, que acumula quatro derrotas consecutivas no Brasileirão e perdeu a chance de entrar no G4.

LEIA MAIS:
Fluminense tem campanha de rebaixado no returno; Confira os números!
Peter Siemsen garante Enderson Moreira no comando técnico do Fluminense

“Presidente do Fluminense; o senhor precisa tomar providencias. Fluminense está uma porcaria e o Enderson Moreira não está dando jeito. Faça alguma coisa senão vamos pedir a cabeça do senhor”, declarou ele durante participação em programa do canal “SBT”.

A diretoria do Fluminense reiterou na manhã desta segunda (7) que pretende cumprir o contrato com o treinador, que vence em 31 de dezembro.

Segundo informações de bastidores, uma reunião entre presidente Peter Siemsen se reuniu com Enderson Moreira após a derrota para o Flamengo no clássico do Maracanã confirmou a manutenção do técnico.

O Fluminense terminou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro em quarto lugar, com 33 pontos. Corinthians, Atlético-MG e Grêmio seguem na ponta, mas desde o início do segundo turno Atlético-PR e São Paulo já assumiram o posto.

Atualmente, após 23 rodadas, o tricolor do Morumbi fecha a zona de classificação para a Libertadores com 38 pontos, enquanto o Fluminense caiu para o nono lugar.

Na próxima rodada, Fluminense enfrenta o Coritiba no Couto Pereira. O jogo será na quarta (9), às 22h (horário de Brasília).

Enderson Moreira é o terceiro técnico do Fluminense na temporada. O time começou o ano com Cristóvão Borges, substituído por Ricardo Drubscky em março. A derrota para o Atlético-MG foi a gota d’água para uma nova mudança no comando técnico. Enderson Moreira assumiu a vaga em maio.

Revelado no Flamengo, Gérson também jogou por Botafogo e São Paulo antes de encerrar a carreira no Fluminense. Foi campeão carioca pelo rubro-negro em 1963, pelo Glorioso em 1967 e 1968 e pelo tricolor das Laranjeiras em 1973.