Internacional quer vender menos jogadores em 2016 e já mira novo empréstimo

divulgacao

Em entrevista ao programa “Estúdio Gaúcha”, o vice-presidente de finanças do Internacional, Pedro Affatato, comentou sobre os ajustes que o Colorado vem fazendo para diminuir o número de atletas negociados em 2016.

LEIA MAIS
No Inter, Geferson culpa dor no joelho pela má fase
Goleada sobre o Vasco rende dois churrascos no Inter; entenda

Já não é novidade que os clubes de futebol brasileiros se encontram em uma situação financeira ruim. Para evitar o desequilíbrio financeiro, alguns procuram novos métodos de administração, contudo sempre acabam vendendo muitos jogadores, uma vez que esse negócio é a principal fonte de receita dos times.

No Internacional, o vice-presidente de finanças, Pedro Affatato, trabalha para minimizar esse recurso. Em 2016, o Inter quer negociar menos jogadores do que em anos anteriores, a fim de que a competitividade da equipe não seja comprometida.

“Hoje nós temos como modelo e até como necessidade a função da venda de atletas. Tem que existir um equilíbrio. É preciso pensar na venda e na reposição, como a gente sempre fez. Montar um time competitivo é o nosso objetivo maior”, disse o dirigente.

“Claro que haverá um valor do orçamento oriundo da venda de jogadores. Quando menor for a necessidade de fazer isso, menos jogadores serão vendidos. Existe uma série de ajustes que estamos fazendo para tentar vender o menor número possível”, completou.

NOVO EMPRÉSTIMO

Ainda de acordo com a Rádio Gaúcha, o cartola colorado fez menção a um novo empréstimo que o Internacional está muito próximo de fechar. O valor seria de R$ 50 milhões e serviria para equilibrar as finanças do clube. Faltam apenas alguns trâmites burocráticos para que esse valor seja repassado para o restante de 2015. Affatato disse ainda que o Inter está gastando abaixo do orçamento previsto e já prevê um 2016 bem mais positivo financeiramente.