Levir Culpi aponta desconfiança após sucessivos erros de arbitragem: “Vivemos em um país desonesto”

Getty Images.

Os sucessivos erros de arbitragem nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro ainda rendem e vão render assunto por um bom tempo no Atlético-MG. Após a derrota contra o Atlético-PR na quarta-feira (2), pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, a revolta foi grande do lado atleticano contra o árbitro Marcelo de Lima Henrique. Depois disso, o elenco já duvida da credibilidade do Brasileirão e desconfia da honestidade da organização do torneio. Pelo menos é a opinião do técnico Levir Culpi.

LEIA MAIS
Atlético-MG pode perder mandos de jogo por objetos arremessados da arquibancada
CBF afasta assistentes envolvidos em lances polêmicos no Campeonato Brasileiro
Atlético-MG: Marcelo de Lima Henrique processará Kalil por ofensas em rede social

“O Campeonato Brasileiro de 2015 já está manchado pela arbitragem. Não me lembro de ter havido, nos últimos tempos, tamanha comoção em torno de arbitragem. Realmente causa desconfiança. Situações repetidas… E isso tira um pouco o foco. O trabalho é esse: colocar para os jogadores que tem que ganhar da melhor maneira possível e mais honesta que puder”, desabafou o treinador na Cidade do Galo nesta sexta-feira (4).

“Ficamos desconfiados, sim, porque vivemos em um país desonesto, todos somos desonestos e deve ter havido alguma coisa. Mas temos lei e precisamos provar, como na máfia de 2005. Pegaram o cara e ele sumiu do mapa, pelo menos isso, mas acredito sim em tudo porque somos na essência um país desonesto”, complementou Levir, que terá agora de superar os desfalques de Jemerson, Marcos Rocha, Dougas Santos e Luan para o próximo jogo, contra o Vasco, neste sábado (5).

Crédito da foto: Getty Images 



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Foi repórter colaborador e hoje é líder da comunidade de colaboradores juniores, plenos e seniores no site Torcedores.com.