McGregor cita corrupção no Brasil e pede exame antidoping surpresa em Aldo

Reprodução/Facebook

Até o dia 12 de dezembro, data para acontecer o UFC 194 em Las Vegas, José Aldo terá que aguentar as provocações de Conor McGregor, o desafiante para a disputa do cinturão linear dos pesos-penas (até 66kg) da organização. Nessa semana, o falastrão irlandês acusou o futuro rival de fazer uso de substâncias proibidas e ainda envolveu o Brasil em seus ataques.

LEIA TAMBÉM:
Só de biquíni, Arianny Celeste leva seguidores ao delírio com foto no Instagram
Beyoncé cita bordão de Ronda em festival nos EUA e lutadora agradece

“Eu fui testado no antidoping, sou testado constantemente. É a bunda sombria de Aldo que não é testada lá no Brasil. Com toda essa corrupção por lá, um policial da academia prendeu o cara que estava coletando o teste. É a coisa mais sombria que eu já ouvi na vida! Eu me submeto ao teste, ele não, então testem esse cara”, pediu McGregor em entrevista ao Combate.com.

McGregor relembrou o episódio polêmico de um teste antidoping do brasileiro que quase acabou com a extradição do coletor norte-americano enviado pela Comissão Atlética de Nevada. O irlandês ainda demonstra insegurança quanto à confiança na implementação da nova política antidoping do UFC fora dos Estados Unidos.

Todos os lutadores do Ultimate estão sujeitos a exames surpresas durante os 365 dias do ano, inclusive quem mora fora dos Estados Unidos. McGregor garante que não vai diminuir o tom até o dia da luta e promete cobranças por testes no Brasil.

“Espero que ele seja testado, ele tem que ser. Vamos ver…Eu já fui testado pela Comissão Atlética de Nevada, mas acredito que o UFC ainda está tentando entender como as coisas vão funcionar. Aldo deveria ser testado agora mesmo, em Las Vegas ou durante todo esse período e, se isso não aconteceu ainda, é vergonhoso! Vamos ver, eu vou fazer questão de perguntar se ele foi testado ou não”, disse o irlandês, campeão interino da divisão após bater Chad Mendes.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Reprodução/Facebook



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.