Opinião: Fora de casa, o Santos é uma equipe covarde e sem ambição

(Foto: Reprodução/Facebook)

O Santos apenas empatou por 1 a 1 na Ilha do Retiro com Sport de Recife, em jogo válido pela 23ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O Peixe foi covarde, sem atitude, e a equipe não demonstra fora de casa a coragem que tem jogando em casa.

LEIA MAIS:
Time que menos cruza no Brasileiro, Santos surpreende com gols seguidos em bolas aéreas
Dorival já acena poupar em clássico e não teme rótulo de “professor pardal”

O Santos fez uma partida até que segura defensivamente, mas em compensação não demonstrou vontade alguma de vencer e colar no G-4. O time ficou muito feliz com o empate.

E o Santos, na maioria dos jogos fora de casa, é uma equipe covarde, sem atitude, sem fome de vencer, não demonstra aquele ímpeto ofensivo, com muita velocidade e jogo intenso que constrói na Vila Belmiro.

Na maioria das vezes fora de casa, o Peixe joga fechado, jogando no erro do adversário, com uma sonolência de irritar o torcedor santista, trocando passes de lado em uma cadência de dar sono pra quem acompanha a partida.

A impressão que fica é que para o Santos empatar jogando fora de casa é ótimo negócio. Falta ambição ao treinador e ao jogadores do Peixe. O duelo contra o Sport era um jogo para se impor e vencer.

O DNA ofensivo, que é a marca desse clube e a principal virtude desse time, é abandonado nas partidas longe de casa, para um estilo de jogo que nada agrada ao torcedor santista.

crédito da foto: Reprodução/Facebook



Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.