Oswaldo de Oliveira diz estar muito preocupado com o julgamento de Sheik e Pará

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Os atletas do Flamengo serão julgados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta terça-feira, às 17h, no Rio de Janeiro, por atos praticados na partida contra o Vasco, pela Copa do Brasil. Oswaldo de Oliveira se diz preocupado em ficar sem contar com os jogadores na sequencia do Campeonato Brasileiro.

LEIA TAMBÉM:
Veja quem pode ser desfalque do Flamengo para partida contra o Cruzeiro

O Flamengo terá uma difícil missão nesta terça-feira, e não será nos gramados, mas no Tribunal. O advogado do clube, Michel Asseff Filho, tentará absolver Pará, expulso no confronto contra o Vasco, pela Copa do Brasil, e Emerson Sheik, por declarações feitas contra a arbitragem no intervalo da mesma partida.

No intervalo do jogo, em entrevista à TV Globo, o camisa 11 xingou o árbitro Wilton Pereira Sampaio, e acabou sendo denunciado com base no artigo 243-F, parágrafo 1º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. A pena varia de três até seis jogos e multa que pode chegar a R$ 100 mil. A preocupação do advogado do Flamengo é a reincidência de Emerson Sheik, que em outra entrevista, afirmou que a CBF era uma vergonha. Na época, o atacante atuava pelo Botafogo.

Na coletiva após o treinamento desta terça-feira, no Ninho do Urubu, o técnico Oswaldo de Oliveira demonstrou sua preocupação:

– Estou muito preocupado. Estamos empenhado para que as coisas aconteçam de forma racional e para que a equipe do Flamengo não seja prejudicada – disse o treinador.

Em caso de punição, a suspensão valerá no Campeonato Brasileiro, uma vez que o Flamengo já foi eliminado da Copa do Brasil. Como ocorreu no caso recente do lateral André Santos.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @allanmadi