10 baixinhos que deram certo no futebol

Ser baixinho no mundo do futebol pode ser um problema: tem torcedor que acha que o esporte é como vôlei e basquete e altura é fundamental. Felizmente, há diversos atletas que provaram e continuam provando o contrário.

Leia mais: Por que o torcedor é tão imediatista e tem medo do diferente?
16 gifs que resumem o que o santista sente após entrar no G4

Jogadores como Romário, no passado recente, ou Valbuena, atualmente, cada um a seu nível de qualidade, provam que o espaço existe para jogadores com menos de 1,70m. Pode não ser como zagueiro de área, mas o talento sempre prevalece. Veja abaixo baixinhos que, ao seu jeito, deram certo no mundo da bola:

p1_romario_0321Romário – 1,68m
Menos de 1,70m de altura, mais de 1000 gols na carreira, golaço de cabeça em semifinal de Copa do Mundo.

Romário é o melhor atacante baixinho da história. Não à toa seu apelido é esse: “Baixinho”, representando toda uma classe que sofre preconceito de torcedores imediatistas.

 

madson2Madson – 1,60m
Longe de ser um gênio da bola, mas na base da velocidade achou seu espaço no Vasco e, principalmente, como um reserva muito útil para o Santos de 2010, aquele de Neymar e companhia.

Além disso, Madson sempre dá um jeito de aparecer mesmo que não seja com a bola. Afinal, ele é “polêmico”, como disse em um famoso vídeo (também é possível dizer que ele é “f***”, segundo tatuagem no braço dele próprio…).

 

Valbuena no LyonValbuena – 1,67m
O meia francês jogou Copa do Mundo e teve camisa aposentada pelo Olympique de Marselha – não é qualquer jogador que alcança isso na carreira.

Mas é a foto que ilustra o texto que é simbólica: claro que se trata de uma ilusão de ótica, mas será que um grandão como Fellaini consegue desarmar Valbuena?

 

MessiMessi – 1,69m
Alguns registros apontam Messi com 1,70m mas qual a diferença? O melhor jogador do mundo é baixinho e quem segura o homem em campo?

Será que, caso fosse um gigante de 1,90m, ele seria tão grande no futebol como é hoje? Será que suas arrancadas existiriam, ou seus golaços se resumiriam a apenas de cabeça?

 

Melhores Fotos Copa - 11/06/2014Insigne – 1,63m
O atacante italiano foi o jogador mais baixo da Copa de 2014, ao lado do camaronês Salli. Jogou alguns minutos contra a costa Rica.

Melhorando cada vez mais no Napoli, a seleção italiana poderá depender bastante do talento do baixinho, já que a fase não é muito boa por lá.

 

 

Careca e MaradonaMaradona – 1,65m
O segundo melhor jogador da história é indiscutivelmente o melhor baixinho do mundo do futebol em todos os tempos – ou Messi o passará?

De qualquer forma, será que aquele gol contra a Inglaterra, driblando meio time, sairia caso ele tivesse mais 10 cm de perna? Ou mesmo o gol de mão, será que se fosse mais alto e tentasse ganhar a disputa com cabeça ele conseguiria?

 

giresseGiresse – 1,62m
Com pouco mais de 1,60m, Giresse era peça fundamental da maior França da história pré-Zidane, a que ganhou a Euro de 1984 e chegou entre os quatro primeiros das Copas de 1982 e 1986.

Fez mais de 500 jogos e 100 gols pelo Bordeaux. Veja se alguém na cidade francesa reclama de seu tamanho…

 

 

lucas_otavio_pedro_ernesto_guerra_azevedo_santosfcLucas Otávio – 1,64m
Segundo o site do Santos, o volante tem 1,64m – parece menos em meio aos gigantes no campo. Mas isso não impede o jogador de ser dono de uma das melhores médias em desarmes e em passes do time no Brasileiro.

Um dos poucos “erros” de Dorival Jr. em sua passagem atual pela Vila, inclusive, foi relegar o volante a uma vaga no banco de reservas atrás até mesmo de um zagueiro improvisado, Paulo Ricardo, só pela altura do segundo (1,86m).

naldinhoNaldinho – 1,58m
O ponta foi um dos jogadores do Bahia no começo da década de 1990 e fez parte de um time que foi terceiro no Campeonato Brasileiro.

É, possivelmente, o mais baixo jogador da história das principais divisões brasileiras.

 

 

downloadJafal Rashed Al Kuwari – 1,55m
Jogou por 20 temporadas no Al-Sadd de seu país natal, o Qatar, e foi capitão da seleção por 10 anos. Isso tudo com 1,55m.

Pode não ter estourado nos países mais conhecidos, mas dentro de sua limitação técnica provou que baixinho tem espaço sim no mundo da bola, definitivamente.



Jornalista esportivo.