Artilheiro e técnico do Avaí reclamam de gramado da Ressacada: “Está uma vergonha

Andre Lima

O centroavante André Lima chegou ao Avaí como uma das principais contratações da temporada e fez gols decisivos nos últimos jogos, como o do empate deste domingo (4) contra o Vasco na Ressacada. Na saída de campo, soltou o verbo e pediu providências da diretoria sobre as condições do gramado.

“Tenho um pedido a fazer para a diretoria: Por favor, conserte este gramado, está uma vergonha. A gente não consegue ficar parado dentro de campo. Este ano não sei o que está acontecendo. O pessoal derrapa, mas fica uma lama pura, não tem como jogar deste jeito”, denunciou André Lima ao final do jogo.

Nenê mandou a bola na rede após pênalti a favor do Vasco no primeiro tempo. O Avaí também teve uma penalidade, mas Leo Gamalho isolou a cobrança. No final do jogo, André Lima finalizou para igualar o placar. O jogo emocionante ainda teve três expulsões: Romário (Avaí), Jorge Henrique e Rafael Silva (Vasco).

O camisa 99 do Avaí ressaltou a importância do mando de campo como ponto forte do time catarinense na luta para fugir da Série B. “Este gramado está nos prejudicando. A gente depende do nosso campo, da nossa torcida. Agora precisamos ter condições para correr atrás e deixar o Avaí no lugar onde ele merece: a Série A”

O técnico Gilson Kleina concordou com o centroavante. “Chamei os jogadores de lado para saber se estavam com chuteiras de borracha, mas eles entraram com a trava alta. O gramado não estava assim encharcado. Teve um lance que escorregaram 3 ou 4 jogadores, parecia boliche. Teve jogo que escorregamos e tomamos um gol, isso não pode acontecer”, acrescentou.

Ainda de acordo com ele, a reclamação não para por aí. “A gente vai conversar com os responsáveis para saber o que a gente precisa melhorar e ver porque está soltando tanta grama”, concluiu Gilson Kleina.

O empate mantém o Vasco na vice-lanterna do campeonato. Três times de Santa Catarina completam a zona de rebaixamento: Chapecoense, Figueirense e Joinville, último colocado.

Como o Brasileirão para na próxima semana por conta das Eliminatórias da Copa do Mundo, os times terão uma espécie de intertemporada com dez dias sem jogos oficiais.