De titular do Flamengo em 2001, Alessandro virou cartola no Corinthians

Foto: Getty Images

Na época, Alessandro Mori Nunes era apenas mais uma revelação do Flamengo. Era também uma promessa de um grande lateral-direito no clube que na maioria das vezes, sempre contou com grande jogador na posição.

Longe de ser comparado com Leandro, Jorginho e Léo Moura, mas Alessandro, que marcou nove gols na equipe da Gávea em 142 partidas, teve uma grande participação no tricampeonato do Flamengo (1999-2000-2001). Era ele o titular na decisão, mas quis o destino que fosse substituído quase no final pelo contestado Maurinho e ficasse marcado pela cena que antecedeu o golaço histórico de Petkovic. As câmeras pegaram o ex-lateral rezando antes da falta do sérvio.

Depois do inédito feito, Alessandro seguiu seu caminho. Jogou no Palmeiras, Dínamo de Kiev, Grêmio, Santos e se consagrou no Corinthians, onde como capitão, levantou à Libertadores da América e o Mundial de Clubes em 2012.

O jogador que passou longe das polêmicas, enquanto jogava, hoje é o coordenador técnico da equipe paulista e faz um bom trabalho ao lado de Edu Gaspar.

Crédito da foto: Getty Images



Sou formado em Publ & Prop, jornalismo e rádio. Trabalhei em grandes empresas do ramo de serviços e desde 2003 atuo na área esportiva. Fiz parte da equipe da rádio Record e rádio USP, onde criei, produzi e apresentei 2 programas esportivos. Coordenei o principal programa jornalístico da rádio Estadão ESPN. Atualmente atuo na área comercial.