Em preparação para a A3 de 2016, Rio Preto contrata técnico ‘Rei do Acesso’

O Rio Preto deu o pontapé inicial em sua preparação para a disputa da Série A3 do Campeonato Paulista de 2016. Na noite desta segunda-feira (05), o clube confirmou a contratação de Luiz Carlos Ferreira, mais conhecido como Ferreirão, para a caminhada rumo à A2 de 2017.

LEIA MAIS
Série D: São Caetano leva público ao Anacleto, perde do Coruripe, mas passa às quartas
Mesmo com o revés para o Crac, Botafogo-SP avança às quartas de final da Série D
Meia do Santos declara apoio ao Botafogo-SP por uma vaga na semifinal da Série D

O treinador tem passagem por grandes times, caso de Sport, Guarani, Ponte Preta, Portuguesa, Figueirense, São Caetano, Juventus, Taubaté, Paysandu, Caxias e Santo André. No total, Ferreirão acumula mais de 20 conquistas e 25 clubes pelo Brasil.

Em entrevista ao Torcedores.com, o preparador físico Mário Henrique Tim, filho do ex-gerente de futebol do Comercial-SP, Vicente da Rocha Filho, o Tim, disse que o Rio Preto tem a ganhar com a chegada do novo treinador.

“Primeiro na parte da estrutura do clube, e segundo o conhecimento do Ferreira”, destacou.

Para Mário Henrique, a crise que o Brasil enfrenta até pode atrapalhar no planejamento do Rio Preto, mas os valores do ser humano pode reverter o processo negativo.

“O mercado está difícil, até pela situação financeira dos clubes. Mas uma coisa que vai valer apena aqui no Rio Preto é o conhecimento do Ferreira. Isto já é de grande valia, porque quando os jogadores perceberem que aqui tem pessoas vencedoras, trabalhadoras e de caráter, fica mais fácil o acerto”, explicou.

Com as conquistas dos acessos com o Lemense, Matonense e Juventus nestes últimos anos, Ferreirão esteve na comissão técnica do Atibaia, no qual conseguiu o acesso para a A2 do Paulista de 2016.

Foto: Reprodução/Facebook



Ribeirão-pretano com orgulho e apaixonado por todas as modalidades esportivas. Jornalismo esportivo é uma das paixões que carrego em meu peito. Sonhar é o que mantém o Homem vivo. "O Homem não morre quando deixa de existir, e sim quando deixa de sonhar".