Emerson Sheik tem carreira marcada por molecagens dentro e fora de campo; relembre

Gilvan de Souza/Flamengo

Um dos personagens mais emblemáticos do futebol nos últimos tempos, o atacante Emerson Sheik, do Flamengo, protagonizou muitas situações dentro e fora do campo que revelam a criança que existe dentro de si, mesmo aos 37 anos de idade.

LEIA MAIS
Tô nem aí! Filho de Sheik vibra com vitória vascaína sobre o Flamengo
Emerson Sheik desabafa sobre seu apelido ‘Não gosto’
Ao som de Naldo Benny, Emerson Sheik curte feriado ao lado de belas mulheres em iate

Durante a carreira, suas entrevistas sempre foram um show à parte, onde quase sempre sai algo diferente, dando ótimas pautas aos jornalistas setoristas. Mas não só aos microfones que ele tinha molecagens, em campo também aprontava das suas.

O que dizer da mordida dele em resposta a Caruzzo, do Boca Juniors (ARG), no título do Corinthians da Libertadores da América de 2012?

E essa brincadeira em Zizao, chinês que passou pelo Timão sem muito sucesso? Ele imitou uma campanha publicitária do banco patrocinador do clube: “Gente, o Zizao tá lendo!”

O extra-campo também mostra quanto Sheik é um garoto ainda de espírito. Após saída conturbada do Botafogo, em 2014, olhem o jeito que ele reagiu à demissão do Fogão, com dança à moda carioca. 

Ainda no Rio de Janeiro, sua primeira sapequice foi cantar o “Bonde do Mengão Sem Freio” quando atuava pelo Fluminense em 2011. O caso causou sua dispensa imediata do Tricolor carioca, o que enfureceu o elenco e até os torcedores do Flu.

sheik_meia_hora

Outro extra-campo que reforça o espírito moleque do atacante é a provocação ao Palmeiras em novembro de 2012, quando a equipe brigava para não cair para a Série B do Campeonato Brasileiro. Ele utilizou o Twitter para mostrar o quanto ele se importava com o Alviverde.

Vale lembrar, também, que dias depois, ele se retratou e torcia para que o Palmeiras não caísse para a Segundona. Mas o Verdão caiu mesmo…

sheik_tweet

Ainda fora das quatro linhas, e essa comemoração após uma vitória do Flamengo sobre o Fluminense pelo Brasileirão 2015 onde ele marcou um dos gols no triunfo por 2 a 1?

Por último, o torcedor do Vasco com certeza tem Emerson Sheik como “persona non grata” em São Januário. Essa entrevista dada ao canal Esporte Interativo em 31 de julho mostra bem isso: “Vasco [rival nosso]? Tá de sacanagem, né?”

Crédito da foto: Gilvan de Souza/Flamengo



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.