Injustiçados? Veja 3 técnicos que pularam do barco para um novo desafio nesse brasileiro

Os técnicos brasileiros sempre reclamaram que os clubes não tem paciência para continuidade do trabalho, mas nesse brasileirão, tivemos três casos em que os técnicos pediram demissão, mesmo com trabalho sólido, para aceitar um novo desafio.

LEIA MAIS:
Jornalista da SporTV ironiza atitude de Ilídio Lico: “Se beber, não dê entrevista”
Ronaldinho Gaúcho explica o que deu errado no Fluminense e cita guerra política
Jornalista da Fox compara Armero a pangaré e diz: “não é ruim, é desprovido de inteligência.”
Jornalista do SporTV chama São Paulo de “clube de várzea”

A troca constante de treinadores já virou parte da rotina do futebol brasileiro, normalmente, diretorias demitem técnicos sem ao menos dar tempo para nova recuperação, mas esse ano também houveram casos que o clube foi forçado a realizar essa mudança, provocada pelo pedido de demissão do próprio treinador, que recebeu proposta de outro time.

O caso mais recente aconteceu essa semana, com Doriva, que pediu demissão do comando da Ponte Preta para assumir o São Paulo. Assim como o novo treinador do tricolor paulista, Argel Fucks e Eduardo Baptista trocaram, nesse brasileiro, um trabalho sólido em seus clubes para aceitar o convite de um novo desafio, em outros times.

Ex-atleta colorado, Argel Fucks não pensou duas vezes ao trocar o Figueirense pelo Internacional, na 18ª rodada do campeonato brasileiro. A troca pode ter melhorado o novo time do treinador, que pulou da décima quinta para oitava colocação, mas o time catarinense despencou para zona de rebaixamento.

O terceiro caso ocorreu com Eduardo Baptista, que já havia dado entrevistas garantindo que não sairia de forma alguma do comando do Sport até o final desse ano. Mesmo assim o treinador resolveu trocar o clube pernambucano pelo Fluminense, que na época estava uma colocação abaixo na tabela que o time do Recife, mas o técnico se justificou que a intenção era um desafio para o futuro.

A troca ainda não se justifica no brasileirão, mas Eduardo tem chance de conquistar algo importante no ano, já que o Fluminense está na semifinal da Copa do Brasil, onde enfrentará o Palmeiras para tentar buscar um título em 2015.

Pode ser coincidência, mas dois técnicos que continuam no comando de suas equipes desde o início do Campeonato Brasileiro, são exatamente as duas primeiras colocadas. O Corinthians de Tite, e o Atlético-MG de Levir Culpi.

 

Foto: Reprodução

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @allanmadi