Jogo da seleção cancela horário político desta quinta-feira

O jogo da seleção brasileira contra o Chile, na abertura das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, conseguiu cancelar a exibição do horário político em rede nacional nesta quinta-feira (8). O calendário de 2015 da Justiça Eleitoral previa a exibição de um bloco de 10 minutos do PMN (Partido da Mobilização Nacional) justamente às 20h30 (horário de Brasília), hora marcada da partida.

LEIA MAIS
Globo muda grade por jogo do Brasil e atrasa novela no horário nobre

Um pedido feito pela Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e endossado pelo próprio PMN foi acatado pelo ministro Luiz Fux, que adiou a exibição da propaganda da legenda para o dia 27 de outubro, no mesmo horário, uma terça-feira.

Na decisão, o ministro Fux disse que o jogo da seleção brasileira constitui cenário de excepcionalidade, “uma vez que a realização de torneios ou competições nacionais ou fora do Brasil, como ocorre no caso, constituem motivos relevantes para autorizar alterações dos horários previamente estabelecidos” pelo TSE.

A Globo seria a emissora prejudicada, já que não poderia exibir os primeiros 10 minutos do jogo, que acontece em Santiago. A programação da Globo já foi afetada pelo horário da partida, fora do tradicional pós-novela que o canal costuma fazer há mais de 20 anos no futebol brasileiro. Com isso, o Jornal Nacional terá apenas meia hora de duração, e a novela “A Regra do Jogo” será transmitida após o jogo, às 22h30.

A justificativa da Abert e do ministro Fux, entretanto, não valeu para a Copa do Mundo Feminina da Fifa, em junho, quando a estatal TV Brasil transmitia o jogo entre Brasil e Coreia do Sul com exclusividade e teve que paralisar a exibição para mostrar a propaganda política do PSD (Partido Social Democrático). A seleção brasileira feminina marcou um gol justamente quando o jogo estava fora do ar na emissora.

Foto: Getty Images



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.