Jornalista da SporTV ironiza atitude de Ilídio Lico: “Se beber, não dê entrevista”

Crédito da foto: Reprodução/SporTV

No programa “Redação SporTv” desta terça-feira, o jornalista Carlos Cereto disse que a entrevista do ex presidenta da Portuguesa foi ridícula, e que não acredita que a desculpa da bebida fosse sincera: “Falou o que pensava, com vinho a mais ou não.”

LEIA MAIS:
Ronaldinho Gaúcho explica o que deu errado no Fluminense e cita guerra política
Jornalista da Fox compara Armero a pangaré e diz: “não é ruim, é desprovido de inteligência.”
Lateral do Flamengo sonha repetir Petkovic: “quem sabe não possa dar um titulo com gol de falta?”
Jornalista do SporTV chama São Paulo de “clube de várzea”

Em junho deste ano, o ex-presidente a Portuguesa, em entrevista ao “Diário de São Paulo”, declarou que o rebaixamento da equipe do Canindé havia sido premeditado e citou suposto pagamento de propina por parte da Unimed sob conhecimento do Fluminense para que Héverton tivesse sido escalado.

Quase quatro meses depois, Ilídio Lico compareceu na sede do tricolor carioca para pedir desculpas pelas acusações, dizendo que o clube das Laranjeiras apenas cumpriu o regulamento, e que suas declarações só foram dadas por ter tomado um vinho naquele dia. O ex dirigente também comentou que não imaginou que a conversa seria publicada.

Para o jornalista Carlos Cereto a atitude de Ilídio Lico foi “ridícula”, e aproveitou para aconselhar, de forma irônica, o ex mandatário da Lusa, dizendo: “se beber, não dê entrevista”.

Fica o aprendizado. Se beber, não dirija. E se beber, não dê entrevistas. O cidadão vai dar entrevista, vai falar com o jornalista e acha que o jornalista não vai publicar? Ele falou o que pensava, com vinho a mais ou não na cabeça, ele falou o que pensava. O Ilídio Lico não representa a Portuguesa, não representa a torcida da Portuguesa. A atitude do Ilídio Lico pode ter sido até um gesto nobre como disse o Peter Siemsen, mas foi no mínimo ridícula – disparou o jornalista.

Foto: Reprodução

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: @allanmadi