Pacquiao diz que vai se aposentar do boxe em 2016

Getty Images

O boxeador filipino Manny Pacquiao está com os dias contados no esporte. O lutador de 36 anos confirmou vai pendurar as luvas no ano que vem, após fazer mais uma luta. O motivo: Pacquiao quer concorrer a uma vaga no Senado de seu país em 2016.

LEIA MAIS:
Boxeador Manny Pacquiao joga xadrez nas horas vagas

 

“Sim, vou concorrer a um posto no Senado em 2016, mas ainda vou determinar por qual partido. Estou pronto para me aposentar no boxe. Estive lutando por mais de 20 anos. Pedi a Deus para me guiar e estou feliz”, afirmou Pacquiao em entrevista ao site “ABS-CBN”, reproduzida pelo site “Bleacher Report”.

“Tive de desistir de outras coisas que me tiravam a atenção. Se você é um senador, o seu foco tem de ser apenas no seu trabalho e na sua família”, completou o pugilista.

Vale lembrar que Pacquiao já é atuante na política filipina. Ele foi eleito por duas vezes como deputado.

A última luta de Pacquiao foi contra o norte-americano Floyd Mayweather, em maio deste ano. Pacquiao foi derrotado na decisão dos jurados, resultado considerado controverso. Desde então, o filipino aguarda por mais um combate.

De acordo com o promotor de Pacquiao, Bob Arum, a luta de despedida do asiático será em 2016. “Ele vai lutar mais uma vez no próximo ano, mas seu objetivo é se tornar um senador nas Filipinas, nas eleições do próximo ano, e depois ser presidente. Acho que Pacquiao vai se aposentar se for eleito no ao que vem”, afirmou Arum ao site “TMZ”, em setembro.

Sem a possibilidade de uma revanche contra Mayweather – que se aposentou após vencer Andre Berto em setembro -, Pacquiao tem sido especulado para lutar contra o inglês Amir Khan em 2016.

Boxeador profissional desde 1995, Pacquiao fez 65 lutas na carreira. Foram 57 vitórias (38 por nocaute), seis derrotas (três por nocaute) e dois empates. Ele foi campeão diversas vezes.

Crédito da foto: Getty Images



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.