Pênaltis polêmicos e expulsões marcam empate entre Vasco e Avaí; assista

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Vasco e Avaí empataram neste domingo (4) em Florianópolis por 1 a 1, com gols de Nenê e André Lima. O jogo teve caráter de emoção, com dois pênaltis polêmicos, três expulsões e gol nos minutos finais na Ressacada.

LEIA MAIS:
Avaí x Vasco: Acompanhe a partida AO VIVO
Vasco entra em contagem regressiva para fugir da Série B
Flamengo x Joinville: saiba o que está em jogo
CBF divulga novos horários para reta final do Brasileirão; confira

O lance mais importante do primeiro tempo aconteceu aos 44 minutos. Leandrão avançou pela esquerda, Marquinhos deu carrinho e a bola escorregou até o braço. O árbitro assinalou a irregularidade e Nenê cumpriu seu papel. Na cobrança, o camisa 10 repetiu o lado escolhido contra o Flamengo e finalizou no canto direito do goleiro. Vagner caiu para a esquerda e a bola parou no fundo da rede.

“A bola bateu no meu cotovelo, mas não tive a intenção. Para o Vasco ele sempre vai dar pênalti, para nós nunca será assim”, disparou o veterano Marquinhos.

A decisão polêmica do árbitro Luis Teixeira Rocha revoltou os jogadores do time da casa. “Mais uma vez o juiz está estragando o jogo”, reclamou o goleiro Vagner.

“Precisamos tocar a bola, continuar da mesma maneira e tentar fazer mais um gol”, completou Nenê na saída para o intervalo. Ele é um dos artilheiros do Vasco no Brasileirão, com quatro gols.

ASSISTA AO PÊNALTI POLÊMICO E GOL DO VASCO:

O Avaí perdeu a chance de empatar o jogo aos 30 minutos do segundo tempo. O árbitro anotou toque de mão de Madson dentro da área. Na jogada, confusão entre os jogadores que estavam no banco de reservas e comissão técnica.

O árbitro ainda distribuiu cartão amarelo para o lateral direito do Vasco pelo pênalti e expulsou Jorge Henrique por reclamação. O atacante começou jogando, mas deu lugar a Rafael Silva aos 16min da etapa final.

A partida ficou parada por cerca de quatro minutos até Léo Gamalho pegar a bola. O atacante soltou a bomba de pé direito e bateu para fora. O cobrador oficial do Avaí é o experiente Marquinhos, que deixou o campo aos 20min para entrada do meio-campista Renan Oliveira.

Substituto de Jorge Henrique, Rafael Silva perdeu a cabeça e deixou o braço em disputa de bola com Romário, do Avaí. O árbitro não perdeu tempo e mostrou vermelho para os dois.

Jogando em casa, o técnico do Avaí Gilson Kleina resolveu arriscar e tirou o volante Renan para entrada do centroavante André Lima. O ex-jogador de Botafogo e São Paulo correspondeu ao empatar a partida em lance de puro oportunismo aos 41 da etapa final.

LÉO GAMALHO ISOLA PÊNALTI; VEJA: